VÍDEOS: suspeitos de torturar mulher até a morte são presos em Manaus

Sarah Barbosa de Lima, que tinha 34 anos, estava amordaçada, com as mãos e pés amarrados e com marcas de torturas

Manaus – Erica da Silva Cabral, Julio Cesar dos Santos Azevedo, 23, e Dhone Siqueira da Silva, 34, foram presos nesta quarta-feira (24), suspeitos na morte de mulher encontrada com marcas de tortura, em Manaus. A vítima, Sarah Barbosa de Lima, que tinha 34 anos foi encontrada no dia 9 de novembro de 2022, em uma área de mata próximo ao Conjunto Eliza Miranda, bairro Japiim 2, zona sul de Manaus.

 

(Foto: Divulgação)

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especialziada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o crime foi motivado por um desentendimento entre Erica e Sarah. Erica era dona de uma bar que Sarah frequentava e estava devendo bebidas no local.

“A Erica era um antigo desafeto da Sarah. Ela é gerente de um bar na Betânia que a Sarah frequentava. A Sarah não tinha passagem criminal mas tinha problemas com drogas. Ela (Sarah) chegou a dever cervejas nesse bar, chegou a discutir e puxar uma faca para Erica. Essa é a motivação do crime”

Ainda segundo o delegado, Erica contratou Dhone e Júlio César para darem um susto em Sarah.

“Era para ser um espancamento para que ela aprendesse, mas eles perderam a mão. A vítima estava com 2 mil que tinha recebido do auxílio Brasil e a dupla decidiu levar esse dinheiro”, disse.

O trio vai responder por homicídio, foi encaminhado para o corpo de delito no Instituto Médico Legal. Eles vão passar por audiência de custódia e ficarão à disposição da justiça.

Relembre o crime

Sarah Barbosa de Lima foi encontrada amordaçada, com as mãos e pés amarrados com um sutiã e com marcas de torturas.A mulher estava com um pano na sua boca.

Segundo informações, o corpo foi encontrado por um grupo de caçadores de pássaros e acionaram os vigias do conjunto e em seguida acionaram a equipe da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Na ocasião do crime, foi constatado que a vítima levou quatro facadas na região do pescoço e um entre a nuca e a costa. Familiares reconheceram a vítima e informaram ainda que ela era usuária de entorpecentes e morava no bairro Betânia.

 

blank

(Foto: Divulgação)

Veja vídeo:

Anúncio