Vidraceiro é morto durante tiroteio com a polícia

Douglas dos Santos Cunha e outros suspeitos do tiroteio estariam envolvidos também num crime ocorrido dentro de uma igreja, no bairro Novo Aleixo

Manaus – O vidraceiro Douglas dos Santos Cunha, 17, não resistiu aos ferimentos causados por uma arma de fogo, na noite deste domingo (15), na Rua Pequiarana, antiga Rua Santa Helena, bairro Novo Aleixo, zona norte de Manaus. Ele tinha entrado em confronto com policiais militares.

A vítima foi levada com vida ao HPS Dr. Platão Araújo, mas não resistiu aos ferimentos (Foto: Yago Frota/GDC)

De acordo com o relatório da ocorrência, que foi atendida pelos policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), por volta das 19h, uma denúncia anônima via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) informava que havia um tiroteio na Rua Pequiarana.

A denúncia alertou ainda que os homens que estariam envolvidos no tiroteio seriam também os responsáveis por um homicídio que ocorreu no mesmo bairro, pela parte da manhã de domingo (15).

Uma viatura da Rocam foi até o local indicado e, ao chegar, os policiais foram alvejados por cerca de três suspeitos e revidaram a ação dos homens. Douglas foi o único atingido e foi socorrido pelos próprios policiais e levado até o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. Platão Araújo, onde não resistiu aos ferimentos. Os outros suspeitos conseguiram fugir.

Com Douglas foi apreendida uma pistola, calibre 9mm, de fabricação turca e numeração raspada. Não há confirmação se Douglas realmente teria envolvimento com o crime da manhã de domingo.

A arma de fogo foi encaminhada para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde passará pelo processo balístico, e as investigações sobre o caso serão retomadas.

Anúncio