‘Xicó’ e mais dois homens são presos acusados por homicídios; veja vídeo

O trio é acusado por diversos homicídios, praticados entre os meses de fevereiro e junho deste ano

Manaus – Edmar da Silva Barreto, 23, conhecido como “Xicó’, Elder de Souza Pires, 19, e Raimilson Farias Mafra, 21, que também foi flagranteado com drogas, foram presos nesta quinta-feira (25), por envolvimentos em homicídios ocorridos no bairro da Chapada, zona centro-sul de Manaus.

Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) cumpriram ao todo, sete mandados de prisão temporária, durante a ‘Operação Asgard’.

Edmar e Raimison possuem três mandados cada, já Elden possui um mandado em seu nome.

Os criminosos foram presos acusados de envolvimento nas mortes de:

  • Anny Victoria Pinheiro Magalhães, ocorrido no 27 de fevereiro deste ano. O corpo de Anny, foi encontrado na Avenida Cecília Meireles, bairro Ponta Negra, zona oeste de Manaus.
  • Mulher trans conhecida como ‘Camila’ que foi encontrada em um igarapé no dia 28 de maio deste ano, no bairro da Chapada, zona centro-sul. Camila foi encontrada dentro de um igarapé.
  • Homicídio de Elias dos Anjos Rocha, no dia 21 de junho deste ano, e uma tentativa de homicídio ocorrido na mesma ocasião, na Avenida Constantino Nery.

Segundo o delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, a operação foi feita na invasão Tropical, na zona oeste de Manaus.

“A invasão Tropical era uma invasão muito citada nas nossas investigações, ocorrências de diversos homicídios, tráfico de drogas, organizaçõa criminosa, que estava dominando aquela região”.

“Cinco inquéritos policiais estão em andamento apontando para esse grupo criminoso aqui, que praticou diversos homicídios, entre os meses de fevereiro e junho deste ano. Entre eles está a morte de uma travesti encontrada às margens de um igarapé com sinais de torturas, agressões, violência e também apontamos para a morte de um trabalhador. Esse trabalhador estava servindo como chapeiro. O alvo do grupo criminoso era uma pessoa pertencente a uma facção rival, com tudo esse chapeiro foi morto por esse grupo”.

Segundo a delegada Marília Campelo, fora as três vítimas, eles também mataram um dos comparsas por ter perdido uma arma da organização.

Segundo ainda a delegada, a motivação dos crimes estaria relacionada ao tráfico de drogas.

Veja vídeos:

Anúncio