A pedido de Mendonça, STF suspende julgamentos de réus por 8 de janeiro

Ministro solicitou que o julgamento de duas ações penais seja reiniciado no plenário físico e pediu vista de outros dois processos

Brasília – O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu julgamento presencial e suspendeu a análise virtual de duas ações penais de envolvidos nos atos do 8 de Janeiro. Neste domingo (1º), a Corte já havia formado maioria para condenar os réus. Outros dois processos tiveram o julgamento suspenso por pedidos de vista de Mendonça – na prática, mais tempo de análise.

(Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

Agora, o placar será reiniciado. O ministro apresentou voto divergente, com penas diferentes a cada um deles, mas em seguida pediu destaque. Quando isso ocorre, a ação é enviada ao plenário físico da Corte. Ele ainda pediu vista de outros dois processos.

Vão ao plenário presencial os casos de João Lucas Vale Giffoni e Davis Baek. Giffoni já tinha a maioria para sua condenação há 14 anos de prisão. Para Baek prevalecia a proposta de 12 anos de prisão.

Nos casos de Jupira Silvana da Cruz Rodrigues e Nilma Lacerda Alves, Mendonça pediu vista quando havia maioria pela condenação de cada uma a 14 anos de prisão. Ou seja, mais tempo para analisar os casos.

Um processo permanece em análise no plenário virtual do STF: o de Moacir José dos Santos — a menos que algum ministro também peça destaque ou vista.

*Com informações do R7

Anúncio