Acusado da ‘Maus Caminhos’ receberá R$ 61,9 mil de aposentadoria

Afonso Lobo, ex-secretário da Sefaz, foi acusado de participar de um esquema de desvio de recursos federais da área de saúde

Manaus – O ex-secretário de Fazenda do Estado Afonso Lobo, que foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) na Operação Maus Caminhos, vai se aposentar como auditor fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) com um salário de R$ 61.931,45. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) da última terça (22), e assinado pelo governador do Estado em exercício, Carlos Almeida Filho.

Decreto que autoriza a aposentadoria do ex-secretário da Sefaz foi publicado no Diário Oficial do Estado do último dia 22 (Foto: Arquivo/GDC)

Entre 2012 e 2017, Afonso Lobo foi titular da Sefaz. Por ocasião da Operação Maus Caminhos – na qual foi acusado de participar de um esquema de desvio de recursos federais da área de saúde -, ele foi preso e denunciado pelo MPF em duas das quatro fases da investigação.

Na quarta fase, chamada de ‘Cashback’, em julho deste ano, Lobo e outros três empresários, além de um médico, foram denunciados pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. O ex-secretário da Sefaz foi acusado de exigir vantagens indevidas para beneficiar envolvidos no esquema de desvios da área de saúde e receber, em troca, R$ 276 mil em propina.

Confira o decreto abaixo:

 

 

Anúncio