Advogados e empresários são a maioria entre profissionais eleitos para a Câmara dos Deputados

Área de segurança também ocupa grande destaque, com 76 profissionais eleitos

Brasília – Levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) indica que os advogados (79) e empresários (72) são a maioria entre os deputados eleitos neste ano, que tomarão posse em 1º de fevereiro de 2023. Em seguida, vêm produtores rurais, médicos, professores e administradores de empresas.

(Foto: Wesley Amaral / Câmara dos Deputados)

Considerando áreas de atuação, a segurança se destaca com 76 integrantes, dos quais 14 são policiais militares e 13 são delegados de polícia civis e federais. Outra área que se destaca é a religiosa, com 23 integrantes, dos quais 15 são pastores evangélicos.

Muitos eleitos declararam duas ou três profissões/ocupações, de modo que estas superam em muito o número de deputados, que é 513. Para elaborar a tabela abaixo, a Agência Câmara selecionou uma profissão para cada, tomando como base a ocupação declarada pelo deputado eleito, ou seja, sua área de atuação.

Essa seleção procurou dar representatividade a todas as profissões citadas. Por exemplo, se há dois médicos que se declaram empresários, um entra como médico e outro como empresário. Se há dois professores que são também servidores públicos, um entra como professor e outro como servidor público, e assim por diante.

O levantamento feito pelo Diap é mais completo do que o do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ao registrarem sua candidatura, 252 candidatos eleitos declararam ser “deputado”, que é a ocupação atual, mas não declararam sua profissão. O Diap apura a profissão de cada um, além da ocupação.

blank

Anúncio