ALE aprova dia para combater ‘fake news’

A proposta visa realização de seminários e palestras que combatam e previnam a disseminação de notícias falsas

Manaus – Assembleia Legislativa do Estado (ALE) aprovou projeto de lei (PL) que cria o Dia Estadual de Combate às Fake News. De autoria do deputado estadual Sinésio Campos (PT), a proposta visa conscientizar as pessoas quanto à evitar que notícias “falsas produzidas e disseminadas de forma irresponsável pelo mundo e que podem para prejudicar ou beneficiar alguém ou simplesmente para promover uma postagem com likes ou visualizações de páginas eletrônicas”, consta no projeto original.

Sobre a disseminação de fake news, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criou uma site para combater notícias falsas visando a eleição de 2020 (Foto: Edmar Perrone/ALE)

Durante a defesa do projeto, realizada pelo parlamentar, na última quinta-feira (10), Sinésio relatou que o Dia Estadual da Conscientização e Combate às Fake News, compreenderá a realização de seminários, ciclos, palestras, vídeos e demais ações educativas. “Esse projeto vem devido à necessidade do Estado adotar legislação própria, políticas e programas que combatam e previnam a disseminação de notícias falsas, visto que a educação da população é sempre a melhor e mais barata solução a ser adotada”, explicou.

Sinésio também mencionou que existem empresas que atuam na criação das fake news e utilizam-se de tecnologia de bots (robôs de compartilhamento), para alcançarem o máximo de pessoas possíveis, visando influenciar a população e gerar a “viralização” das notícias falsas, lembrando também, que tais notícias têm se utilizado de compartilhamento irresponsáveis de internautas, que praticam um desserviço público espalhando mentiras, sem o cuidado de verificar previamente a veracidade das noticiar recebidas através das redes sociais.

“A aprovação desse projeto institui o dia 24 de março como o dia do Direito à Verdade e já faz parte do calendário nacional de datas comemorativas (Lei 13.60512018). Resguardando assim, o dia dedicado à reflexão coletiva a respeito da importância do conhecimento das situações em que ocorreram violações aos direitos humanos e dignidade das vítimas. Oportuno, portanto, ser também um dia de reflexão sobre a importância de se apurar e checar a veracidade das notícias que muitas vezes nos bombardeiam por meio das mídias sociais, principalmente”, defendeu o deputado.

Eleições

Em agosto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criou o site ‘Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020’ para combater e identificar práticas de “desinformação” e aperfeiçoar a checagem de fatos.
O site reúne conteúdos já produzidos sobre o assunto pelo TSE e também apresenta resposta a questões disseminadas durante a eleição, como se alguma empresa venezuelana foi responsável pelas urnas eletrônicas.

Anúncio