Amom Mandel é liberado para acompanhamento médico em domicílio

O parlamentar teve complicações ligadas às doenças autoimunes que é portador e enfrenta diariamente

Manaus – O vereador da Câmara Municipal de Manaus (CMM) Amom Mandel (sem partido) foi liberado por volta das 16h desta quinta-feira (24), do Hospital Santa Júlia, para acompanhamento médico em domicílio e seguirá em repouso e observação domiciliar. Amom permaneceu na unidade hospitalar por cerca de 10 horas nesta quinta-feira onde realizou bateria de cerca de 20 exames, recebeu o tratamento paliativo e aguarda diagnóstico conclusivo.

(Foto: Robervaldo Rocha/Dircom/CMM)

Segundo a assessoria do parlamentar, no começo da tarde, chegou-se a cogitar a possibilidade de permanência no hospital, mas “após resultados iniciais de exames e melhora do quadro de dores, optou-se por observação domiciliar”. Na sexta-feira (25), Amom passará por novos exames e avaliação médica.

O parlamentar teve complicações ligadas às doenças autoimunes que é portador e enfrenta diariamente. Ambas são incuráveis, mas se tratadas, são controláveis.

De acordo com a assessoria de Amom, a primeira diagnosticada foi a retocolite ulcerativa, que se reflete numa inflamação no intestino; a segunda, por sua vez, é a tireoidite de Hashimoto, que pode ocasionar alterações físicas na tireoide ou hormonais.

Nos últimos dias, o parlamentar vinha sentido fortes dores articulares e iniciou investigação do quadro com uma reumatologista e uma gastroenterologista. Os procedimentos aconteceram após dificuldades para locomoção ocasionadas pelas dores.

Anúncio