Atentado ao jornalista Alex Braga é citado em informe anual dos EUA

O presidente dos EUA, Joe Biden, incluiu o nome do presidente Jair Bolsonaro no informe, como autor de ataques à imprensa

Manaus – O atentado ao jornalista Alex Braga foi citado no informe anual do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre violações de direitos fundamentais no Brasil. O documento cita ataques contra profissionais e veículos de imprensa. O presidente dos EUA, Joe Biden, incluiu o nome do presidente Jair Bolsonaro no informe, como autor de ataques à imprensa.

Segundo a publicação, divulgada nesta terça-feira (30), em Washington, “jornalistas são mortos ou sujeitos a assédio, ataques físicos e ameaças como resultado de suas reportagens”, diz o informe assinado por Antonny Blinken, assinado pelo chefe da diplomacia do presidente norte-americano.

A publicação foi divulgada nesta terça-feira (30), em Washington (Foto: Reprodução)

“Como nos anos anteriores, os ataques físicos mais graves foram relatados em relação às reportagens locais, como o caso do apresentador de telejornais Alex Mendes Braga, que em julho (2020) foi forçado a sair da estrada em Manaus, Estado do Amazonas, atacado fisicamente e ameaçado em aparente retaliação por sua recente cobertura de suspeita de fraude em um hospital local”, aponta o informe.

O informe ainda cita outros ataques a profissionais da imprensa, afirma que “A constituição e a lei estabelecem a liberdade de expressão, inclusive para a imprensa, mas o governo [brasileiro] nem sempre respeitou esse direito”.

Anúncio