Áudio da PF liga Wilson Lima à compra dirigida

PF comprova que o ex-secretário de Saúde Rodrigo Tobias revelou ao ex-secretário adjunto Perseverando Garcia que Wilson Lima conhecia um empresário que financiaria respiradores mecânicos superfaturados

Manaus – Áudio interceptado por investigação da Polícia Federal (PF) mostra que o ex-secretário de Saúde do Amazonas, Rodrigo Tobias, revelou ao secretário adjunto da Saúde na época, Perseverando Garcia, que o governador Wilson Lima conhecia um empresário que financiaria respiradores mecânicos para o governo. Investigação da Polícia Federal aponta superfaturamento na aquisição destes equipamentos.

“Eu estou recebendo muitas demandas, e uma delas que eu quero canalizar é do governador, parece que ele tem um canal de um empresário aqui do Amazonas, o cara é grande. O cara tem bala na agulha e o cara se prontificou a fazer as compras pelo governo do estado. E a gente segue com o rito normal dos nossos processos e procedimentos para comprar dele”, diz Rodrigo Tobias, no áudio.

Matéria mostrando este trecho da conversa foi exibida na noite desta terça-feira (20), no programa AMAZONAS DIÁRIO, da TV DIÁRIO, exibido pela RECORD NEWS MANAUS.

Segundo trecho da conversa, Wilson Lima conhecia um empresário que financiaria respiradores mecânicos para o governo (Foto: Diego Peres/Secom)

Em outro trecho da reportagem, um áudio atribuído a Perseverando demonstra que o ex-secretário adjunto sugere a realização de um “processo (de licitação) fantasma” para efetivar a compra de 28 respiradores da loja de vinhos ‘Vineria Adega’.

“Por que eu não corro com um processo fantasma, cara? E aí faço o empenho, entendeu? É muito melhor do que empenhar sem nada e mandar pagar, não tem garantia, cara, nenhuma. Não tem amparo nenhum”, disse Perseverando.

Os áudios contradizem depoimento que o ex-secretário adjunto deu ao delegado federal em 30 de junho deste ano, quando houve a deflagração da primeira fase da Operação Sangria em Manaus. O GDC teve acesso ao depoimento de Perseverando e, na época, ele afirmou desconhecer qualquer processo irregular para a compra dos respiradores. Chama atenção que, no depoimento, o ex-secretário adjunto disse ter interesse em fazer colaboração premiada mas afirma não ter “conhecimento de nada ilícito”.

Depoimento

Na terça-feira (20),o GDC publicou reportagem afirmando que, em depoimento à Polícia Federal (PF), o vice-governador do Amazonas Carlos Alberto Almeida Filho complicou o governador Wilson Lima ao relevar que o chefe do Executivo indicou o empresário Gutemberg Leão Alencar para intermediar a compra de respiradores mecânicos superfaturados para atender pacientes de Covid-19.

No depoimento, o vice-governador cita que Gutemberg Alencar foi apresentado a ele como um dos coordenadores da campanha, mas não tinha muito contato com o empresário. “Em março, o governador o colocou em contato com Gutemberg, mas Carlos Almeida manifestou ao governador suas resistências e desagrado em tratar com ele”, consta no depoimento.

Anúncio