Bolsonaro anuncia envio das Forças Armadas para a Amazônia

O uso das Forças Armadas fica condicionado ao requerimento do governador de cada Estado

Brasília – O governo federal já autorizou o emprego das Forças Armadas nos Estados de Roraima e Rondônia. Os despachos estão publicados em edição extra do Diário Oficial da União, disponibilizada no início da noite desta sexta-feira (23), pela Imprensa Nacional. Os dois despachos confirmam que a autorização atende a pedidos dos governadores.

O Decreto confirma que o período do uso das Forças Armadas na região será de 24 de agosto a 24 de setembro (Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.985 que autoriza o uso das Forças Armadas para Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e para ações subsidiárias nas áreas de fronteira, nas terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas da Amazônia Legal. A autorização, no entanto, está condicionada ao requerimento do governador de cada Estado.

Conforme o Palácio do Planalto já havia anunciado mais cedo, o uso das Forças Armadas para a GLO fica condicionado ao requerimento do governador de cada Estado. Ou seja, o apoio deve ser solicitado individualmente pelos Estados. Roraima e Rondônia são os primeiros a solicitarem apoio.

O Decreto confirma que o período do uso das Forças Armadas na região será de 24 de agosto a 24 de setembro, nas unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas dos Estados da Amazônia Legal que requererem: ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais; e levantamento e combate a focos de incêndio.