Brasil será mais próspera democracia liberal do hemisfério, diz Mourão

Vice-presidente fez declaração durante evento em São Paulo

São Paulo – O vice-presidente Hamilton Mourão disse nessa terça-feira (12) que o governo federal está empenhado em manter o equilíbrio fiscal do país e a dar condições para que as empresas possam aumentar a produtividade. As declarações foram dadas a empresários em evento de entrega de comendas, distinções de honra, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo o vice-presidente, o governo quer que o país seja reconhecido como a maior e mais próspera democracia liberal do hemisfério sul (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

“O governo do presidente Bolsonaro agindo com clareza, com determinação e com paciência procura trazer de volta o equilíbrio fiscal e, ao mesmo tempo, aumentar a nossa produtividade retirando o peso da ineficiência do estado das costas de quem investe, trabalha e produz nesse país”, destacou em discurso.

Segundo o vice-presidente, o governo quer que o país seja reconhecido como a maior e mais próspera democracia liberal do hemisfério sul. “Não vamos recuar dessa tarefa, vamos avançar o tempo todo para que, dentro da nossa visão de futuro, dentro do projeto que temos e vemos para o nosso país, o nosso Brasil seja reconhecido como a maior e mais próspera democracia liberal ao sul do Equador. Este é nosso destino manifesto”, ressaltou.

No evento, denominado Fiesp – Homenagem às Forças Armadas, Mourão recebeu a Comenda de Ordem do Mérito Industrial de São Paulo, em nível Grã-Cruz, a maior condecoração outorgada pela entidade. O vice-presidente fez um breve histórico da importância das Forças Armadas Brasileiras na história do país, e destacou seu papel no século 20. “Enfrentamos e vencemos por três vezes o pior inimigo que esse país já teve, que foi o movimento comunista internacional. Não nos omitimos nessa tarefa”, disse. O vice-presidente ainda ressaltou a participação do exército no combate aos incêndios na floresta Amazônica, e na limpeza das praias nordestinas atingidas por petróleo.

Anúncio