Brasileiros têm três meses para tirar título e votar nas Eleições 2022

Prazo vale também para cidadãos que precisam regularizar a situação do documento ou alterar dados pessoais

São Paulo – Os cidadãos que não estão em dia com o título de eleitor têm até o dia 4 de maio para regularizar a situação ou tirar o documento para votar pela primeira vez nas Eleições 2022.

Brasileiros têm três meses para tirar título e votar nas Eleições 2022 (Foto: Antônio Augusto / Ascom TSE)

Após o prazo, quem estiver com pendências no documento não poderá votar nas eleições de outubro, quando serão eleitos deputados estaduais e federais, senadores, governadores e o futuro presidente da República.

Além de ficar impedido de votar, o cidadão que tem o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

O prazo, equivalente a 150 dias antes do primeiro turno, também vale para os jovens com 16 ou 17 anos que desejam votar pela primeira vez e querem solicitar o documento. A data-limite também vale para os que alterar o colégio de votação, alterar de dados pessoais ou revisar a regularização de inscrições canceladas.

Como regularizar?

Antes de qualquer alteração, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ressalta que é importante que os que já possuem título verifiquem se há débitos ou multas antes de prosseguir. A regularização do documento pode ser feita pela internet, no portal do TSE, por meio do sistema Título Net.

O aplicativo e-Título também é utilizado como título eleitoral digital, substituindo o documento em papel no dia das eleições. Basta fazer o download gratuito em telefones celulares ou tablets de qualquer plataforma (Android e iOS).

Anúncio