Câmara dos Deputados quer debater passagens aéreas

O presidente da Comissão, deputado federal pelo Amazonas Bosco Saraiva (Solidariedade), defendeu a audiência, especialmente em função de anúncios de suspensão de rotas das aéreas no País

Manaus – Os serviços de transporte aéreo público serão tema de audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (Cdeics) da Câmara dos Deputados, em 6 de junho. Para os deputados que pediram a realização do debate, as companhias aéreas cobram preços abusivos e não há transparência quanto aos motivos da precariedade dos serviços num cenário em que recebem incentivos governamentais para o desenvolvimento do setor.

A audiência, proposta pelo deputado Zé Neto (PT/BA) e subscrita pelo deputado Vander Loubet (PT/MS), foi aprovada na reunião desta quarta-feira (22), na Câmara dos Deputados. “Está mais barato viajar para a Europa do que rodar pelo Brasil ”, disse Zé Neto.

O presidente da CDEICs, Bosco Saraiva (Solidariedade/AM), defendeu a realização da audiência, especialmente, em função dos recentes anúncios de suspensão de rotas e pedido de recuperação judicial da Avianca, uma das companhias aéreas de maior alcance no Brasil. “A precarização dos serviços aéreos preocupa brasileiros de todos os lugares, especialmente, em função da desinformação”, disse.

Deputado avalia que linhas regionais têm grande impacto econômico (Foto: Cleia Viana/Agência Câmara)

Além disso, de acordo com o presidente, também estará em pauta a necessidade de se discutir rotas comerciais aéreas que atendam as cidades do interior do País. “A audiência pode contribuir para que possamos entender a crise pela qual passa o setor, mas também sobre como garantir os direitos dos passageiros. No caso do Amazonas, melhorar o serviço de aviação para o interior do Estado é desafiador”, disse.

No requerimento apresentado por Zé Neto, o parlamentar cita que “A despeito dos dados divulgados no Anuário do Transporte Aéreo de 2017, de que o valor da tarifa aérea média doméstica real tem decrescido após a liberação de preços no País, a sensação dos usuários é diametralmente oposta, especialmente entre usuários de linhas regionais.

O deputado diz entender que linhas regionais têm grande impacto econômico, de forma marcante em relação à regiões mais isoladas do País sabidamente nos estados da região norte do Brasil, bem como novas áreas de atração turística, estas em todo o território nacional.

Os deputados membros da Cdeics também votaram pela realização de audiência pública para esclarecer os rumores sobre a privatização da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), cujos armazéns e centros de distribuição supostamente seriam desativados.

Anúncio