Marcelo defende revogação do aumento do ICMS da gasolina

Em visita à Rede Diário de Comunicação,  o candidato a vice-governador ressaltou que entende que o melhor, no momento de crise, é garantir o alimento mais barato na mesa dos trabalhadores

 

Asafe Augusto / redaçã[email protected]

Manaus  – O candidato a vice-governador do Amazonas, Marcelo Ramos (PR), visitou, na tarde desta terça-feira (27), a sede da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), e falou sobre a participação dele na elaboração do plano de governo visando as prioridades do Estado e a forma com que vem trabalhando na campanha para alcançar o maior número de eleitores. Ramos compõe chapa com o candidato a governador, senador Eduardo Braga (PMDB). Ambos são da coligação ‘União pelo Amazonas’.

O candidato destacou dois itens que considera importante como a participação dele na elaboração do plano de governo. “Incluir no plano de governo a revogação imediata da Lei que aumentou em 2% o ICMS em itens como a gasolina e itens importantes do Polo Industrial de Manaus. Também visei a revogação de uma lei de 2005 que permite realocar recursos da UEA em outras ações de governo, e o governo anterior usou muito os recurso da UEA deixando a universidade a míngua. Todo o dinheiro da UEA deve ser aplicada nela”, afirmou.

O candidato ressaltou que entende que o melhor no momento de crise é garantir o alimento mais barato na mesa do trabalhador o que, de acordo com ele, vai possibilitar dinheiro sobrando no bolso dos amazonenses para investir em outra área. “Isso faz com que a roda da economia gire e assim vamos retomar o crescimento”, comentou.

Ramos afirmou que o plano de governo é emergencial e garantiu que as ações serão cumpridas em 120 dias contemplando as áreas de saúde, educação, segurança e de emprego e renda.

Sobre a atuação na campanha, Ramos comentou que ele e Braga estão se dividindo para alcançar um maior número de eleitores tanto na capital quanto no interior.

“Nós dividimos com uma presença maior do Eduardo no interior e uma presença maior minha na Capital e a cada caminhada percebemos que o gesto de união entre eu e o Eduardo, colocando o interesse do povo acima das diferenças, é um gesto que faz a população entender que a união trará o progresso”, finalizou.

Anúncio