CPI da Pandemia convoca Wilson Lima e secretários de saúde

Requerimentos apresentados à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado pedem a convocação do governador do Amazonas e do secretário Marcellus Campelo

Manaus – A CPI da Pandemia do Senado vai convocar o governador do Amazonas Wilson Lima para prestar depoimento e cobrar explicações quanto à irregularidades em contratos, falta de oxigênio no Estado assim como fraude em licitação e superfaturamento. O requerimento de convocação foi apresentado ontem na Comissão pelo Líder do Democratas, o senador Marcos Rogério (RO).

Simone Papaiz, Wilson Lima e Marcellus Campelo (Foto: Edição/colagem/GDC)

No documento, o parlamentar justifica a convocação e lista os motivos: “requeremos a convocação de Wilson Lima para prestar depoimento nesta CPI criada para apurar as ações e omissões no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio para os pacientes internados e as possíveis irregularidades em contratos, fraudes em licitações, superfaturamentos, desvio de recursos públicos, assinatura de contratos com empresas de fachada para prestação de serviços genéricos ou fictícios, entre outros ilícitos, se valendo para isso de recursos originados da União Federal, bem como outras ações ou omissões cometidas por administradores públicos federais, estaduais e municipais, no trato com a coisa pública, durante a vigência da calamidade originada pela pandemia do coronavírus”.

Também foram apresentados requerimentos para convocar o atual secretário de Estado de Saúde do Amazonas, Marcellus Campelo, e a ex-secretária de Saúde, Simone Papaiz. Simone chegou a ser presa pela Polícia Federal, em junho do ano passado, por suspeita de envolvimento em fraudes e desvios na compra de respiradores, com dispensa de licitação, de uma importadora de vinhos.

A convocação do atual secretário de Saúde, Campelo, foi solicitada pelo senado Marco do Val (Podemos-ES) e objetiva “elucidar a suposta participação da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas no agravamento da crise sanitária naquele Estado com a ausência de oxigênio para os pacientes internados, assim como verificar a adequada aplicação dos recursos federais repassados àquela unidade da federação em razão da pandemia de Covid -19”.

blank

A CPI do Senado também quer ouvir entidades de classes da área de Saúde do Amazonas (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Outro requerimento apresentado, nesta quarta-feira (28), à CPI cobra informações da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas. O documento exige que a SES encaminhe cópia de todos os documentos e comunicações com o Ministério da Saúde, encaminhados ou recebidos, a respeito da crise de fornecimento de oxigênio aos estados, assim como as informações detalhadas sobre as consequências da falta de oxigênio no Estado tais como: relação dos municípios que registraram falta de oxigênio e número de pacientes que faleceram em decorrência da falta de oxigênio.

A CPI do Senado também quer ouvir entidades de classes da área de Saúde do Amazonas. Requerimento apresentado pelos senadores Humberto Costa e Rogério Carvalho, ambos do PT, querem convidar representantes do Conselho Estadual de Secretarias Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-Am; Sindicato dos Médicos dos Amazonas; Sindicato dos Trabalhadores da Saúde entre outros.

Anúncio