CPI da Saúde: por falta de preparo, Carla Pollake pede que depoimento seja adiado

Previsto para a manhã desta sexta-feira (3), o depoimento da marqueteira acontecerá na próxima segunda (6)

Manaus – Carla Pollake não compareceu para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM). De acordo com o presidente da Comissão, deputado Delegado Péricles, o advogado da marqueteira entrou com o pedido de adiamento para que a mesma tenha mais tempo para se preparar. O depoimento de Pollake está reagendado para a próxima segunda-feira (6), às 10h, no auditório Cônego Azevedo, na ALE-AM.

Aparentemente, Carla Pollake atua de forma ‘voluntária’ no governo de Wilson Lima (Foto: Divulgação)

Os membros da Comissão aguardavam a presença de Carla Pollake na manhã desta sexta-feira (3). A marqueteira foi citada durante depoimento do ex-secretário executivo da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), o advogado João Paulo Marques. Segundo o ex-secretário, Pollake foi quem recebeu e apresentou a atual secretária do órgão, Simone Papaiz, aos funcionários da Susam, como uma eminência para o governo Wilson Lima.

No dia 30 de junho, data do requerimento para a convocação de Carla Pollake, o Delegado Péricles reforçou a importância do depoimento dela. “No dia 8 de abril, no momento em que ele (o depoente) homologou a aquisição dos respiradores, ela (Carla) convocou uma reunião com ele (João Paulo), então secretário em exercício; com a senhora Simone, que iria assumir a secretaria; e com outros integrantes da Secretaria de Saúde”.

De acordo com presidente da CPI, é preciso saber a motivação. “Tanto que ele homologou a aquisição dos respiradores no momento da reunião”, acrescentou.

O GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) apurou que, nas redes sociais, Carla Pollake se apresenta como professora da Faculdade Cásper Líbero (sediada em São Paulo) e gerente na TV A Crítica, emissora de TV onde trabalhava o atual governador antes de ser candidato ao governo do Estado, em 2018.

Ainda de acordo apuração do GDC, Pollake não possui vínculo formal com o governo do Estado e, aparentemente, atua de forma ‘voluntária’ no governo de Wilson Lima.

Anúncio