CPI da Saúde: secretária de Comunicação do Estado pede exoneração neste domingo

A jornalista Daniela Assayag publicou uma nota em rede social na noite deste domingo (5)

Manaus – Após ter seu nome citado na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde, como responsável por comandar a reunião da compra pelo governo do Amazonas dos respirados pulmonares superfaturados, a secretária de Comunicação do Estado, Daniela Assayag, publicou em uma rede social que entregou ao governador do Amazonas, Wilson Lima, a sua exoneração da pasta. O anúncio foi feito na noite deste domingo (5).

Daniela Assayag, durante entrevista coletiva no dia 1º de julho (Foto: Reprodução)

No texto, Daniela Assayag diz que sua saída da pasta representa uma atitude de lutar pela apuração dos fatos, com verdade e justiça.

“Na tarde deste domingo, entreguei ao governador meu pedido de exoneração. Acredito que minha saída da Secretaria de Comunicação permitirá que a apuração dos fatos ocorridos na última semana possa se realizar com seriedade e profundidade. E que sejam esclarecidas as ilações sobre atitudes e comportamentos não condizentes com a minha prática profissional”, diz o texto publicado em uma rede social.

Leia a nota, na íntegra:

“Na tarde deste domingo, entreguei ao governador meu pedido de exoneração. Acredito que minha saída da Secretaria de Comunicação permitirá que a apuração dos fatos ocorridos na última semana possa se realizar com seriedade e profundidade. E que sejam esclarecidas as ilações sobre atitudes e comportamentos não condizentes com a minha prática profissional.

Reafirmo a certeza de ter exercido o meu papel com todos os requisitos técnicos e éticos exigidos no cumprimento de minha função frente à Secretaria de Comunicação deste Governo.

Espero que minha atitude represente, mais uma vez, meus princípios de lutar pela apuração dos fatos com veracidade e justiça.”

Anúncio
Anúncio