David quer indicar vice e descarta candidatura ao governo

Prefeito David Almeida vai apoiar um candidato se indicar o nome do futuro vice-governador, ao descartar ser candidato, disse em entrevista ao PODMAIS, da TV RECORD NEWS MANAUS

Manaus – O prefeito David Almeida (Avante) disse que deve apoiar um candidato, desde que tenha o poder de escolher o futuro vice-governador e descartou disputar o governo do Estado nas eleições deste ano, mas não negou a intenção de voltar ao cargo: “ainda quero ser governador”. O anúncio foi feito na entrevista ao programa PODMAIS transmitido ontem à noite pela TV RECORD NEWS MANAUS (27.1 aberta) e (78 NET).

A vontade de ser chefe estadual do Amazonas não morreu e isso foi revelado durante a entrevista de ontem, quando David afirmou que um dia quer voltar a ser governador. “Não nego que um dia quero voltar a ser governador. Quero ser um bom prefeito e em uma outra oportunidade, mais para frente, quero cuidar da cidade e colocar meus serviços à disposição do meu Estado, que não é ainda em 2022”, pontuou, reforçando que para ser candidato este ano, ele teria que renunciar ao cargo de prefeito, o que está descartado.

Almeida não descartou isenção nas eleições, já que é presidente estadual do Avante, seu partido, ele afirmou que deve apoiar um candidato, desde que tenha o poder de escolher o futuro vice-governador. Com a fala, o político descartou uma possível chapa puro-sangue do Avante, neste momento.

Promessas

Entre as promessas que pretende realizar este ano, na área de infraestrutura, David Almeida afirmou que serão realizadas cinco intervenções ao longo deste ano. Entre elas: passagem de nível, ao final da Avenida Brasil com Coronel Teixeira e na Avenida de Constantino Nery próximo ao Hemoam; passagem de nível na Avenida das Torres com a avenida Rio Branco.

Além de iniciar a construção de um viaduto na Bola do Produtor, no bairro Jorge Teixeira. De acordo com o político, a infraestrutura terá com doze movimentos.

Sobre ainda não ter implantado as sinalizações horizontais, pintadas no asfalto, o chefe do executivo afirmou que a demora ocorreu por causa de licitação de contratos, mas que há verba para realizar. “Tenho recurso para fazer nove viadutos, vamos fazer cinco esse ano, mas eu preciso esperar a licitação. Vamos chegar com sinalização vertical e horizontal. O motivo de não ter entrado rapidamente foi a licitação”, prometeu.

O prefeito prometeu, também, realizar dois concursos públicos: para Secretaria Municipal de Educação e Casa Militar (cargos para Guardas Municipais), mas não revelou qual data os editais dos certames devem ser divulgados. Outra promessa para este ano é o aumento no valor do Auxílio Aluguel, atualmente no valor de R$ 300, mas não revelou quanto será o novo valor.

Anúncio