Deputado alerta para crise no comércio

Presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado estadual Roberto Cidade, afirmou que não adianta fechar o comércio, pois geraria uma nova crise econômica ainda não superada

Manaus – O presidente eleito da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputado estadual Roberto Cidade (PV) afirmou, ontem que não adianta fechar o comércio no Amazonas, pois geraria uma nova crise econômica ainda não superada. Ainda segundo o parlamentar, é necessário que os órgãos de controle e os executivos aumentem a fiscalização e exijam o cumprimento das medidas.

“Há uma orientação das unidades de saúde e vigilância sanitária e essas orientações precisam ser cumpridas, caso não sejam, os responsáveis precisam responder pela falta. A fiscalização também tem sido insuficiente. É preciso aumentar essa fiscalização e punir os reincidentes”, disse.

Cidade ressaltou que trabalhou parte das emendas impositivas de 2019 a serem pagas em 2020, para o combate ao coronavírus (Foto: Alberto César Araújo/ALE)

“É preciso que tanto a população quanto os comerciantes e empresários sigam as medidas de prevenção rigorosamente. Estamos vivendo novamente um momento de muita contaminação, internação e óbitos. As redes pública e privada não têm mais capacidade de atendimento, então, todos devemos fazer a nossa parte”, orientou.

Ações para a Covid-19

Cidade ressaltou ainda que trabalhou parte das emendas impositivas de 2019 a serem pagas em 2020, para o combate ao coronavírus, tanto na capital quanto no interior.

“Reforçamos investimentos, com foco no combate e tratamento da Covid-19 tanto para a capital como para o interior. A doença fez e continua fazendo muitas vítimas e precisamos buscar meios para combater esse mal que assola milhares de famílias amazonenses”, frisou.

Dados

De acordo com a FVS, o número de pessoas internadas com a Covid-19 ou suspeita do contágio chegou a 1.338 casos, desses, 810 na rede pública e 528 em hospitais da rede particular.

Ainda segundo a Fundação de Vigilância em Saúde, o número de óbitos em todo o estado, desde o início da pandemia é de 5.345, sendo 18 nas últimas 24 horas.

 

Anúncio