Deputados aprovam moção de repúdio ao ministro Paulo Guedes na ALE

Para o presidente da ALE, Josué Neto, o ministro Paulo Guedes adota um temperamento bipolar em relação a Zona Franca de Manaus, ao defender e, em seguida, atacar o modelo

Manaus – Um requerimento de Moção de Repúdio aos contínuos ataques do ministro da Economia, Paulo Guedes, contra o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), assinado pelos deputados Josué Neto (PSD) e Wilker Barreto (Podemos) e subscrito coletivamente pelos demais parlamentares, repercutiu positivamente na Reunião Ordinária desta terça-feira (10) na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam).

Para o presidente Josué Neto, o ministro Paulo Guedes adota um temperamento bipolar em relação ao modelo ZFM, “defendendo quando está na frente da bancada federal e do governador Wilson Lima (PSC), e atacando quando vira de costas”. Wilker Barreto disse que diante das posições contrárias ao modelo e do corte de quase 80% do orçamento da Suframa para 2020, “a Aleam precisa dar um duro recado ao ministro”.

A proposta foi apoiada por demais parlamentares do Legislativo (Foto: Hudson Fonseca/ALE)

O deputado Fausto Junior (PV) abordou a questão protestando contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) por não prever recursos no Orçamento da União para asfaltar a BR-319 e disse que não dá mais para a gente aceitar os ataques contra a ZFM. A deputada Dra. Mayara repudiou as ações de Paulo Guedes à ZFM, citando que a unificação de impostos proposta na reforma tributária, vai aniquilar o modelo.

Por sugestão do presidente Josué Neto a bancada federal será convidada a marcar uma Audiência com o presidente da República. Participaram também do debate Dermilson Chagas (PP), Dr. Gomes (PSC), Belarmino Lins (PP) e Adjuto Afonso (PDT).

Seminário

A ALE irá realizar, ainda neste segundo semestre de 2019, o seminário ‘A Reforma Tributária e seus impactos para a Zona Franca de Manaus (ZFM)’.

O presidente da ALE disse que se reuniu no início do dia com o presidente do Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon – AM), Francisco Mourão Júnior, para firmar uma parceria com o órgão objetivando realizar o seminário. Segundo Josué Neto, nesse momento em que o Governo Federal sinaliza apoio e interesse em promover uma reforma tributária, é importantíssimo que o Amazonas inicie esse debate, para se antecipar aos impactos que a reforma pode acarretar na economia do Estado, em especial à ZFM.

“Nós ainda não temos uma data fechada, porque vamos buscar uma agenda que permita a presença de autoridades como os presidentes do Senado e Câmara Federal, o próprio relator da reforma no Senado, Roberto Rocha (PSDB-MA)”, explicou o presidente da ALE, destacando, porém, que o evento ocorrerá ainda este ano, e terá a duração de um dia.

Josué Neto convidou os deputados Serafim Corrêa (PSB), Wilker Barreto (Podemos) e Abdala Fraxe (Podemos), economistas de formação, para participarem da organização e coordenação do evento, contribuindo com propostas de palestrantes e temas a serem debatidos.

Anúncio