Braga afirma que vai retomar funções como senador e dedicar mais tempo à família

Candidato disse, após o resultado das eleições suplementares para o Governo do Estado, que ainda não pensa na eleição de 2018 e que deseja sorte à Amazonino Mendes

Manaus – Após resultado das urnas no segundo turno da eleição suplementar, realizada neste domingo (27), o candidato Eduardo Braga (PMDB) disse que ainda não pensa na eleição de 2018. Ele afirmou que vai retomar as funções como senador da república e passar mais tempo com a família.

Braga ressaltou que pretende continuar contando com Marcelo Ramos (PR), que foi o candidato a vice-governador na coligação “União Pelo Amazonas”. “Por mim a união com Marcelo continua. Não sei o que ele projeta para 2018, mas eu não tenho nada em vista. É muito cedo para pensar na próxima eleição. Foi um pleito muito cansativo”, disse.

Braga disse que o PMDB não fará oposição sem motivo na Assembleia Legislativa do Estado (Foto: Asafe Augusto/Divulgação)

Braga avalia que esta eleição foi diferente da ocorrida em 2014, e afirmou que tudo transcorreu de forma limpa, tanto da parte dele quanto da parte do concorrente, o candidato eleito Amazonino Mendes (PDT).

O candidato afirmou que a grande quantidade de votos brancos, nulos e abstenções, serve como um recado da população que, segundo ele, tem que ser analisado com humildade pela classe política.

Eduardo Braga fez agradecimentos e desejou sorte ao novo governador. “Agradecer a população do Amazonas. Essa é uma eleição histórica, pois se trata de um governador que foi cassado por fraude. Queremos agradecer os votos que tivemos na capital e interior. Esperamos que o Amazinino faça o melhor na sua gestão, que ele possa dar as respostas que a população está precisando. Agradeço ao Marcelo e estou muito feliz dele ter caminhado comigo. Quero agradecer ao partidos que estiveram comigo. Acima de tudo agradeço aos voluntários que se dedicaram. Foram milhares de pessoas que trabalharam na nossa campanha. Agradeço ao povo de todo Amazonas que nos recebeu de braços abertos”, afirmou.

Marcelo Ramos (PR), afirmou que está mais maduro após esta eleição. De acordo com ele, foi um pleito de aprendizado. “Tenho a convicção de que fiz o correto. Nós tínhamos propostas e apresentamos a população. Desejo sorte ao novo governador e espero que ele possa atender ao povo e que possamos sair da crise e viver dias melhores”, disse.

Ramos disse, também, que o eleitorado também precisa pensar que não pode se omitir em um momento eleitoral. “As pessoas votando ou não, alguém vai se eleger. Tudo isso precisa ser analisado pela classe política e pelos eleitores”, afirmou.

Apesar de afirmar que ainda não pensa no próximo pleito, Eduardo Braga disse que vai planejar 2018 com uma nova visão em relação a forma de fazer política. Braga disse, ainda, que o PMDB não fará oposição sem motivo na Assembleia Legislativa do Estado. “O que for ruim para o Amazonas seremos contra, o que for bom para o povo seremos a favor”, afirmou.

Anúncio