Ônibus para os bairros têm maior demanda durante eleição, diz Sinetram

SMTU informou que 800 ônibus circulam neste domingo de segundo turno de eleições suplementares para o Governo do Estado. Linhas com destino ao Centro tiveram baixa procura

Manaus – O coronel Ronaldo Brito, superintendente da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), informou que 800 ônibus circulam neste domingo (27) de segundo turno de eleições suplementares para governador do Estado do Amazonas. De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram), as linhas de ônibus com destino aos bairros tiveram a demanda maior neste domingo.

Conforme a SMTU, não houve redução de frota, que foi adequada com base na demanda de usuários de transporte público no primeiro turno das eleições suplementares. De acordo com Brito, a maior quantidade de usuários de ônibus, neste domingo, é verificada entre 11h e 15h, principalmente, na zona leste da capital.

Manaustrans, Sinetram e SMTU fizeram balanço parcial das ocorrências deste domingo (Foto: Girlene Medeiros/Divulgação)

O diretor de Controle e Gestão do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Costa Neto, informou que foram registradas cinco ocorrências de trânsito, na manhã deste domingo, que incluiu estacionamento de veículos sobre passeio público, no bairro Cidade Nova, zona norte, e pane mecânica de um veículo no bairro Coroado, zona leste.

De acordo com Neto, o Manaustrans registrou 10 acidentes de trânsito, sendo dois com vítima fatal. Neto destacou que um dos acidentes aconteceu na Avenida Torquato Tapajós, com a morte de um homem que foi arremessado para baixo de um ônibus após entrar em choque o transporte público. Houve ainda um acidente entre dois veículos no bairro Cachoeirinha, zona sul, onde duas pessoas ficaram presas entre as ferragens de um dos veículos.

Segundo o diretor de operação do Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram), Azarias Carvalho, as linhas de ônibus com destino ao Centro de Manaus tiveram baixa procura pelos usuários. “As linhas (que circulam) nos bairros tiveram uma demanda maior. Nós invertemos um pouco dessa demanda que iria para o Centro para circular dentro dos bairros”, disse Carvalho, mencionando o rezoneamento de eleitores, cujos locais de votação foram instalados próximos às moradias deles.

Anúncio