‘Operação Eleições’ envia mais de 4 mil militares ao AM

Militares das Forças Armadas (FA) se posicionarão nos locais de votação. Ao todo, 4.351 homens, 201 viaturas e 58 embarcações devem reforçar a segurança nas eleições, que ocorrerão no próximo domingo (7)

Manaus – A ‘Operação Eleições’ enviará 4.351 homens, 201 viaturas e 58 embarcações ao Amazonas para reforçar a segurança nas eleições, que ocorrerão no próximo domingo (7). Os militares das Forças Armadas (FA) se posicionarão nos locais de votação, segundo o chefe do Estado-Maior do Comando Conjunto Amazônia, o general de brigada Algacir Polsin.

Equipes das Forças Armadas permanecerão no Amazonas até o final do primeiro e segundo turno, caso haja, das eleições. (Foto: Divulgação)

Segundo Polsin, os militares não atuarão nas ruas, somente nos 622 locais de votação. Ao todo, 27 municípios do Estado receberão equipes das Forças Armadas, que permanecerão no Amazonas até o final do primeiro e segundo turno, caso haja, das eleições. O general também ressaltou que haverá um reforço de segurança nos locais mais problemáticos. “Vamos conduzir o processo eleitoral buscando garantir a segurança nos locais de votação”, explicou o general.

Ainda conforme Polsin, a maior dificuldade encontrada na operação foi a de movimentação dos soldados pela Amazônia. “A grande dificuldade na Amazônia é a logística, por causa dos locais de difícil acesso”, disse.

Questionado sobre as possíveis ocorrências de violências provocadas por desentendimentos políticos, Polsin disse que a melhor forma de expressão é o voto. “As diferenças ideológicas precisam ser expressas nas urnas. Nós estamos aqui, sempre prontos, para garantir o processo eleitoral com lisura e tranquilidade”, afirmou.

As Forças Armadas também enviarão militares ao Acre e a Roraima. No total, a operação movimentará 5.508 homens, 331 viaturas, 112 embarcações e 14 aeronaves, enviados a 992 locais de votação. A operação das Forças Armadas é realizada em apoio ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Anúncio