Cotado a vice de Bolsonaro, Braga Netto é exonerado do cargo

A informação consta no Diário Oficial da União (DOU)

Brasília – O ex-ministro da Defesa, Walter Braga Netto, foi exonerado nesta sexta-feira (1º) do cargo de assessor especial da Presidência da República. A informação consta no Diário Oficial da União (DOU).

(Foto: Valter Campanato / Agência Brasil)

A decisão acontece após o nome de Braga Netto ter sido citado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) como o possível vice na chapa para concorrer ao pleito deste ano.

No dia 26 de junho, Bolsonaro agradeceu ao ex-ministro por ter aceitado a missão de concorrer às eleições.

“É uma pessoa que eu admiro muito, e, caso a gente consiga a reeleição, vai ajudar muito o Brasil nos próximos anos. Eu agradeço ao Braga Netto por ter aceitado essa missão”, afirmou Bolsonaro.

O ex-ministro também se filiou ao Partido Liberal, mesmo de Bolsonaro. A chapa deve ser puro-sangue.

A convenção que deve confirmar a chapa para as Eleições 2022 está marcada para acontecer no dia 23 de julho.

Anúncio