Fé Brasil apresenta chapa com candidatos a deputado federal e estadual do AM

A convenção aconteceu na manhã deste domingo no Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal)

Manaus – A convenção da Federação Fé Brasil do Amazonas que reúne o Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Comunista do Brasil (PC do B), e Partido Verde (PV), apresentou na manhã deste domingo a chapa com nove candidatos a deputado federal e vinte cinco deputados estaduais que irão concorrer às eleições de 2022. A convenção aconteceu no Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), localizado na Avenida Duque de Caxias, localizado na Praça 14 de Janeiro.

(Foto: Iolane Moraes)

Os candidatos pelo PCdoB são: Vanessa Grazziotin e o vereador de São Gabriel da Cachoeira, Rafael Antônio (Rafinha) para deputada e deputado federal, respectivamente.

Para deputadas e deputados estaduais, o PT apresentou os nomes de:  Antônio Peixoto, Francisco Praciano, João Alves de Souza, João Tayah, Sinésio Campos, Valdemir Santana, Cristiane Sales, Florismar Ferreira (Bancada Amazônida), Jéssica dos Santos e Maria Francinete Correia de Lima. Do PCdoB: Ana Cristina Pereira Rodrigues, Michelle Barbosa Andrews (bancada das Manas), Renata Carmem Tenorio Morais, Christopher Souza da Rocha, Gabriel Mota e Herculano Rodrigues Moura.

Do PV são os candidatos: Carlinhos Bessa, Álvaro Campêlo, Jacilene Castilho Maia, Maria do Socorro Gomes Dos Santos, Neila Maria Dantas Azrak, Agostinho do Nascimento Castro, Luiz Fernandes de Morais Filho, Robson Almeida de Siqueira Filho, Celson Ivan Cardoso da Rocha.

Para os candidaturas a deputado(a) federal do PT estão: José Ricardo, Anne Moura, Edjane Rodrigues, Luiz Borges; e Cícero Custódio (Construção Civil). Do PCdoB: Vanessa Grazziotin e Rafael Antonio da Silva Brito. E o PV apresentou Elomar Ferreira da Silva e Rosimeire da Conceição Anjo.

Durante a convenção o candidato ao governo do Amazonas apoiado pelo PT, Eduardo Braga criticou o presidente Jair Bolsonaro pela ‘escalada’ contra à democracia. “Eu acho que sinceramente diante de um projeto do Bolsonaro de fazer uma escalada contra a democracia, todos aquele que te compromisso com a democracia, já no primeiro turno devem marchar” pontuou o senador.

Anúncio