Em áudio revelado por Kajuru, Bolsonaro diz que ‘sairia na porrada’ com Randolfe

A divulgação do novo trecho por Kajuru ocorreu logo depois da declaração de Bolsonaro

Brasília – O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) divulgou nesta segunda-feira (12), novo trecho da conversa telefônica que teve com o presidente Jair Bolsonaro no fim de semana. No áudio, o chefe do Executivo diz que teria de “sair na porrada” com o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição no Senado e autor do pedido de criação da CPI da Covid, caso os governistas não tenham controle do colegiado. A comissão mira ações do governo federal na pandemia.

No novo trecho da conversa, Kajuru diz ao presidente que não participaria da CPI, caso o tom do colegiado fosse de revanche. E Bolsonaro responde: “Se você não participa, daí a canalhada lá do Randolfe Rodrigues vai participar. E vai começar a encher o saco. Daí, vou ter que sair na porrada com um bosta desse”.

O trecho foi divulgado pelo senador em entrevista à Rádio Bandeirantes. Kajuru afirmou que avaliou como “desnecessária” a divulgação dessa parte da conversa ontem, quando postou em suas redes sociais a primeira parte do diálogo. Ele citou que tinha a intenção de preservar “um amigo e colega senador”. “Achei que o melhor para os dois era essa parte não ser colocada. Até porque não tinha nada a ver. Foi um momento de desabafo dele (Bolsonaro). Ele quis que colocasse o restante”, disse.

Mais cedo, ao conversar com apoiadores, o presidente reclamou da divulgação deste domingo (11), mas disse que, “da sua parte”, todo o áudio poderia ser divulgado. A Coluna do Estadão revelou que Bolsonaro foi avisado por Kajuru com vinte minutos de antecedência que o áudio seria divulgado.

“A gravação é só com autorização judicial. Agora, gravar o presidente e divulgar. E outra, só para controle, falei mais coisas naquela conversa lá. Pode divulgar tudo da minha parte, tá?”, disse o presidente a apoiadores nesta manhã.

A divulgação do novo trecho por Kajuru ocorreu logo depois da declaração de Bolsonaro. “Ele não está dizendo que eu menti. Ele está dizendo que eu não coloquei tudo o que ele falou. E ele sabe o que ele falou. Se ele quer que eu coloque, eu coloco”, afirmou o senador. “Se ele deseja paz com a CPI, eu colocar no ar a parte do que ele falou, ele iria arrumar uma briga com todos os senadores. Agora, ele quer, ele vai ter”, acrescentou Kajuru.

Em nota, Randolfe rebateu a ameaça e criticou Bolsonaro. “Briga de rua nunca foi e nunca poderá ser a principal preocupação de homens públicos. Principalmente no difícil momento que o nosso país está passando. A alma dos milhares de brasileiros que perderam a vida para a pandemia não merece isso. As famílias enlutadas de compatriotas nossos não merecem isso. Os milhões que estão passando fome não merecem isso. A única briga que nós temos que ter neste momento é por vacina no braço e comida no prato dos brasileiros. Preocupações estas que, lamentavelmente, o presidente da República não tem”, afirma o senador da Rede.

Anúncio