Estado paga mais de R$ 96 milhões e estudantes reclamam da falta de livros

Gestão Wilson Lima gasta mais de R$ 96 milhões em livros didáticos e, ainda assim, parentes de alunos relatam que não viram os livros chegarem às salas de aula, aponta reportagem da TV RECORD NEWS MANAUS

Manaus – A gestão do governo Wilson Lima desembolsou mais de R$ 96 milhões para comprar livros didáticos para alunos da rede pública de ensino da capital e do interior do Amazonas e, ainda assim, parentes de estudantes relatam que ainda não viram os livros chegarem às salas de aulas.

Reportagem divulgada ontem pela programação da TV RECORD NEWS MANAUS,  ouviu o pai de uma estudante do Colégio Dom Pedro II – o popular ‘Colégio Estadual’ – que revelou que a aluna passou todo o ano de 2021 sem receber material didático. Em entrevista, o pai de uma estudante, Lauro Claudionor, relatou os problemas enfrentados.

(Foto: Divulgação)

“A minha filha estudou durante o ano passado no Colégio Dom Pedro II e nunca recebeu, sequer, um lápis. Praticamente, toda semana o governo do Estado anunciava que entregaria os livros e, hoje, em 14 de março de 2022, ainda não entregaram os livros. Não houve entrega de um lápis, nem uma folha de papel, não deu nada. E nós, todos os dias gastamos dinheiro, para deixar e buscar no colégio. A culpa nunca não é dos professores, a culpa é do governo amazonense que não está nem aí para o povo, ainda mais para os estudantes”, desabafou.

Em publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) de 2 de dezembro do ano passado, o governo do Estado, através da a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc) contratou a empresa  GM Quality Comércio Ltda., pelo valor global de  R$ 96 milhões para compra de livros paradidáticos, nas áreas de linguagens, ciências humanas, matemática, ciências da natureza e redação, a serem destinados aos alunos do 1° ao 3° ano do Ensino Médio das Escolas da Rede Estadual de Ensino da capital e interior. A publicação revela que foram emitidas duas notas de empenho nos valores de  R$ 48.436.095,32 e R$ 47.881.037,62, respectivamente.

Segundo dados divulgados pelo portal da transparência, a empresa GM Quality já recebeu o valor integral do referido contrato que totaliza R$ 96.317.132.94.O GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) teve acesso ao projeto básico do contrato em que consta: “Aquisição de livros paradidáticos, nas áreas de linguagens, ciências humanas, matemática, ciências da natureza e redação, a serem destinados aos alunos do 1° ao 3° ano do Ensino Médio das Escolas da Rede Estadual de Ensino da capital e interior, para preparação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), informou que as escolas foram orientadas a fazer a entrega para todos os alunos da 1ª. Série, os livros de Projetos Integradores e os das Área de Conhecimento. Para as 2ª. Séries e 3ª. Séries deverão ser entregues somente os da Área de Conhecimento, considerando que o Novo Ensino Médio está sendo implementado gradativamente, justificou.

Em relação ao Colégio Estadual Dom Pedro II a entrega dos livros aos alunos está sendo feita gradativamente com término previsto para a entrega até o dia 18 de março, fianalizou a nota.

 

** Matéria atualizada dia 15 de março às 12h41**  

Anúncio