General de Manaus cotado para ser o número 2 do Ministério da Saúde

A estratégia é deixar o ministro Nelson Teich focado em dados técnicos, enquanto o general Eduardo Pazuello cuida da logística da pasta

Manaus – O comandante da 12ª Região Militar da Amazônia, Eduardo Pazuello, poderá assumir na função de secretário executivo do Ministério da Saúde, como parte da estratégia do presidente Jair Bolsonaro, em deixar o ministro Nelson Teich focado em dados técnicos, enquanto um militar cuida da logística da pasta. As informações são do site ‘O Globo’.

Ainda de acordo com a reportagem, Pazuello está em Brasília e deve se reunir com Bolsonaro. Ele foi coordenador da operação ‘Acolhida’, que coordenava a chegada de venezuelanos em Roraima e distribuía pelo Brasil.

O general Pazuello, que comanda a unidade militar com sede em Manaus, é amigo do superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, e os dois estiveram reunidos neste final de semana discutindo a crise na saúde no Estado.

O superintendente da Suframa, Alfredo Menezes e o general Eduardo Pazuello (Foto: Divulgação)

Anúncio