Governo do AM autorizou fechamento do hospital de campanha, diz ex-ministro

O ex-ministro da saúde Eduardo Pazuello disse que o fechamento do Hospital de Campanha Nilton Lins foi autorizado pelo Governo do Amazonas

Manaus – Em depoimento à CPI da Pandemia, nesta quinta-feira (20), o ex-ministro da saúde Eduardo Pazuello disse que a autorização para fechamento do Hospital de Campanha Nilton Lins, aberto na primeira onda da pandemia no Amazonas, foi dada pelo governo do Estado.

Pazuello disse que o fechamento do hospital de campanha foi autorizado pelo Governo do Amazonas (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

A pergunta foi feita pela senador Eduardo Braga (MDB-AM), que criticou a resposta do ex-ministro.

“Isso foi um crime de responsabilidade com o povo do Amazonas. Nós sabíamos que iríamos precisar desse hospital de campanha no Amazonas para salvar vidas. Agora a responsabilidade ficou clara”, disse Braga.

O Hospital de Campanha da Nilton Lins foi aberto em abril de 2020 e fechado em julho do mesmo ano.

CPI da Pandemia ouve Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde

CPI da Pandemia ouve Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde

Posted by D24am on Thursday, May 20, 2021

Anúncio