Governo gastou mais de R$ 1,3 milhão para comprar papel higiênico em loja de informática

Durante um ano, cada servidor terá 14 rolos por dia, inclusive nos fins de semanas e feriados

Manaus – O deputado Dermilson Chagas (Republicanos) denunciou, nesta segunda-feira (26), que o Governo do Amazonas pagou, neste mês de setembro, um total de R$ 1.383.102,50 na compra de 42.557 fardos de papel higiênico para o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Amazonas (Idam), órgão que possui, em todo o Amazonas, somente 506 servidores.

(Foto: Divulgação / Idam)

Confira documentos: notas de empenho; ne de papel higiênico paga; funcionários do Idam; ata de registro de preços.

A compra foi efetuada, conforme a Ata de Registro de Preços nº 0112/2022-6, publicada no Portal da Transparência do Governo do Amazonas, na empresa Vip Comércio e Serviços de Produtos de Informática, que vendeu cada fardo por R$ 32,50.

Cada fardo possui 64 rolos de papel higiênico. Esse número multiplicado pelo total de fardos revela que, ao todo, foram adquiridos 2.723.648 (dois milhões, setecentos e vinte e três mil e seiscentos e quarenta e oito) rolos de papel higiênico. Esse valor dividido pelo número de servidores dá o total de 5.382 rolos para cada servidor. Em um ano, cada servidor terá à sua disposição 14 rolos de papel higiênico por dia. O cálculo de dias que os funcionários terão para gastar os rolos de papel higiênico inclui os fins de semana e feriados.

O deputado Dermilson Chagas frisou que, em plena campanha eleitoral para a reeleição do governador, é suspeita essa compra e pede que os órgãos de controle, o Ministério Público do Amazonas (MPE-AM) e o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) se manifestem sobre mais essa irregularidade cometida pela administração estadual.

“É impossível que cada servidor utilize 14 rolos de papéis higiênicos por dia. Isso é humanamente impossível. Por isso, peço que haja fiscalização por parte dos órgãos de controle para que essa compra que foi realizada por Ata de Preço seja devidamente esclarecida. Com tantas outras prioridades, o Governo do Amazonas decide, em pleno período eleitoral, gastar mais de 1,3 milhão de reais com papel higiênico. Esse dinheiro poderia ser mais bem aplicado na Saúde, na Segurança, na pavimentação de estradas e outras necessidades urgentes que o povo do Amazonas tem”, exemplificou o deputado Dermilson Chagas.

Anúncio