Governo quer dominar as decisões do parlamento, diz deputado

Segundo o deputado Delegado Péricles, as acusações infundadas das quais ele e outros deputados têm sido alvo deixam clara a interferência direta do governador

Manaus – O deputado estadual Delegado Péricles afirmou, em pronunciamento durante discurso na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), que as acusações infundadas das quais ele e outros deputados têm sido alvo desde a última semana, deixam clara a interferência direta do governador na Casa Legislativa. Para o parlamentar, golpe é a tentativa da atual gestão de misturar o Executivo com o Legislativo, a ponto de tomar total domínio sobre as decisões do parlamento.

(Foto: Divulgação)

“São acusações infundadas, foram ofensas e uma total falta de equilíbrio, que deixaram claro a intenção do governador intervir nas decisões desta Casa e, ainda, confundi-la com o quintal da casa dele. Isso sim seria golpe”, afirmou Delegado Péricles.

Péricles subiu à Tribuna para esclarecer notícias veiculadas que apontam suposta falsificação de documentos na tramitação para a aprovação da PEC que resultou na eleição da nova mesa diretora da Casa. “Acusam-me de falsificação de documentos e eu venho aqui deixar claro que toda a tramitação da PEC foi respeitada. Se existe a acusação, cadê o documento falsificado? Cadê a materialidade do que é falso? Isso é mais uma artimanha de um governo que quer mandar no Legislativo. Não podemos permitir isso”, continuou.

O deputado esclarece, ainda, que a mesma celeridade do parlamento atacada por alguns deputados foi requerida por eles em outras ocasiões para aprovar projetos provenientes do Governo do Estado. “Os mesmos que me acusam de falsificação e condenam a celeridade na tramitação da PEC na Casa, são aqueles que me pediram para adotar a mesma rapidez para aprovação de questões do Executivo na Aleam. A celeridade, respeitando a tramitação necessária como foi para a provação da PEC, é qualidade de um parlamento. Isso o mesmo governo pode reconhecer já que em, breve levantamento com minha equipe, constatei 13 proposituras, dentre elas Projetos de Lei, Resolução, Lei Ordinária ou Extraordinária e PEC, foram aprovadas com celeridade na Aleam”, reforçou.

Ainda durante discurso da Tribuna, o deputado estadual Delegado Péricles alegou estranheza ao saber que a impetração de um mandado de segurança às 15h30, obteve uma decisão favorável às 23h30 do mesmo dia. “Essa celeridade que não é comum. Principalmente quando se trata para a suspensão de uma emenda constitucional. Sim, houve um mandado de segurança para suspender uma sessão ordinária de um poder legítimo e, ainda mais: de uma emenda”, concluiu.