Intervenção federal na saúde pública do AM foi negada por Wilson Lima, afirma Pazuello

Durante a CPI da Pandemia nesta quinta-feira (20), Eduardo Pazuello disse que não era dele a responsabilidade de determinar a intervenção na Saúde do Estado

Manaus – No segundo dia de depoimento na CPI do Senado, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse, nesta quinta-feira (20), que a intervenção federal na saúde pública do Amazonas durante o pior momento da crise sanitária foi declinada em reunião de ministros com a presença do governador do Amazonas, Wilson Lima.

Pazuello disse que a intervenção federal na Saúde do Amazonas foi declinada por Wilson Lima (Foto Divulgação / Secom)

Ao ser questionado pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM) sobre a falta de intervenção na saúde do Estado, Pazuello respondeu que não era dele a responsabilidade de determinar a intervenção.

“Essa decisão não era minha. Foi realizada uma reunião de ministros e o governador (do Amazonas) se apresentou e foi decidido pela não intervenção”, afirmou o ex-ministro da Saúde.

O senador Eduardo Braga destacou que a intervenção foi pedida pelo Estado e negada pelo governador Wilson Lima. “Nós pedimos intervenção na saúde pública, o governo não quis fazê-lo“, pontuou.

Anúncio