Ipem multa concessionária de energia em quase meio milhão após falhas em medidores

Aparelhos em Tefé e Presidente Figueiredo também apresentaram problemas

Manaus – O Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem/AM) multou nesta segunda-feira (21) em R$ 400 mil, a concessionária Amazonas Energia, após detectar problemas no sistema que mede a exatidão do consumo em 36 medidores convencionais, sendo um aparelho proveniente do município de Tefé e outro de Presidente Figueiredo. As análises foram solicitadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia.

A concessionária tem um prazo de dez dias para apresentar defesa junto ao instituto (Foto: Divulgação)

De acordo com o Ipem/Am, 2 mil e 32 medidores convencionais foram verificados, no período de janeiro a 21 de março, o que gerou três autos de infração, sendo homologados dois processos nesta segunda-feira. O terceiro auto de infração está relacionado com a reprovação de seis novos medidores no mês de março. A concessionária tem um prazo de dez dias para apresentar defesa junto ao instituto.

Para o presidente da CPI da Amazonas Energia, deputado estadual Sinésio Campos (PT), essa é uma demonstração de que a Comissão tem alcançado êxito, em sua proposta. “Essa CPI não é do deputado Sinésio ou dos demais parlamentares, mas do povo amazonense, visto que o problema de energia atinge todas as classes sociais. Essa multa representa o nosso esforço contínuo na CPI de apurar cada denúncia que chega até nós. É como sempre digo, devemos trabalhar com um pé no parlamento e outro na sociedade”.

Segundo informações do Impem/Am, cerca de 70 denúncias são colhidas através da ouvidoria tanto do instituto, quanto da CPI da Amazonas Energia. Atualmente, o Estado tem um total de 950 mil medidores convencionais instalados, em residências.

Anúncio