‘Já dei o recado que tinha que dar, daqui para frente vou agir’, diz Bolsonaro sobre restrições

O presidente voltou a criticar a imprensa dirigindo-se a um apoiador que afirmou que abriria um jornal para informar as conquistas da atual gestão

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores nesta sexta-feira (14) que já deu os recados que queria dar e que agora irá agir. A fala se deu em resposta a afirmações de apoiadores sobre restrições impostas nos Estados.

‘Já dei o recado que tinha que dar, daqui para frente vou agir’, diz Bolsonaro sobre restrições. (Foto: Reprodução)

“Pessoal, eu já dei o recado que tinha que dar. Daqui para frente eu vou agir”, afirmou Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada, sem detalhar as possíveis ações. O presidente completou afirmando que não fechou nada. “O meu Exército só vai para a rua para manter a liberdade de vocês. Jamais para mantê-los dentro de casa. Eu respondo pelos meus atos”.

No ano passado, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu que Estados e municípios têm competência concorrente com a União para determinar medidas de quarentena. Ou seja, todos podem decretá-las, mas não podem contrariar ou revogar decisões de outros entes. Bolsonaro afirma ter pronto um decreto com base na Constituição e contra as medidas restritivas.

O presidente voltou a criticar a imprensa dirigindo-se a um apoiador que afirmou que abriria um jornal para informar as conquistas da atual gestão. “Ninguém acredita mais em jornal não”, disse.

Bolsonaro ainda brincou com os presentes sobre o fato de estar dirigindo o País. “Eu estava agora perguntando: O que eu fiz de tão mal para pagar um preço tão caro?”

Anúncio