Marcelo Ramos mobiliza governadores e embaixada da China por doações ao Amazonas

Deputado federal busca apoio também com instituições para o enfrentamento da maior crise sanitária da história do Amazonas

Manaus – O deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM) tem dedicado as últimas semanas para uma mobilização – que envolve governadores, representantes da Embaixada da China, instituições e personalidades- em busca de apoio para o enfrentamento da maior crise sanitária da história do Amazonas. Até aqui, segundo ele, os resultados tem sido positivos.

“Tenho me encontrado com diversos governadores do país, reforçando os pedidos de ajuda encaminhados por ofício pelo Governo do Estado. Vários deles já estão recebendo pacientes do Amazonas em seus estados e fazendo doações de oxigênio. Também instituições como a Confederação Nacional da Agricultura e Embaixada da China já confirmaram envio de oxigênio”, avalia.

Marcelo Ramos direcionou agradecimentos também a vários parceiros que se dispuseram a colaborar com o Amazonas, num movimento que ele classifica como humanitário e histórico, como a Ibrachina, OAB, Comitê de Crise do Congresso Nacional, Sistema CNA, Huawei do Brasil, entre outros.

“Ontem tivemos uma videoconferência com o governador Wilson Lima e a Embaixada da China, que também confirmou a doação de 10.000 quilos de oxigênio, 300.000 máscaras cirúrgicas e $80.000 dólares para o Fundo de Promoção Social do estado. Sobre os princípios ativos das vacinas, disseram que as questões são burocráticas e estariam sendo resolvidas”, revelou Ramos.

Outros parceiros

Ao reforçar que ninguém pode baixar a guarda porque a crise não acabou, fez questão de nominar outros parceiros que, para ele, estão sendo fundamentais para ajudar a tantas pessoas.

“Agradeço de coração a Tapajós Distribuidora, Fórum dos Governadores, Latam, Luciano Huck, Azul, Associação Brasileira de Aviação Regional, Coca-Cola, Jayoro, empresas instaladas na Zona Franca de Manaus, vários artistas, Embaixada da Venezuela, Alfredo Baima, Vasco da Gama”, afirma ele, acrescentando que mais parceiros deverão se juntar à rede de solidariedade que se formou em torno do Amazonas.

Anúncio