Médicos se manifestam contra conselho que apoiou declarações de Bolsonaro

Jair Bolsonaro defendeu o uso da cloroquina, comprovadamente ineficaz para a Covid-19

Brasília – Médicos do Conselho Federal de Medicina (CFM) lançaram nessa quinta-feira(28), um manifesto e um abaixo-assinado contra a entidade, após a visita do presidente Jair Bolsonaro à entidade. O documento expõe críticas à direção do conselho por apoiar declarações anticientíficas e desrespeitosas do presidente. Com o título “Este CFM não nos representa”, o documento já conta com mais de 4 mil assinaturas.

Jair Bolsonaro visitou o Conselho Federal de Medicina.
(Foto: Reprodução de vídeo)

Conforme o blog do colunista Chico Alves, do site Uol, durante visita à entidade, Jair Bolsonaro defendeu o uso da cloroquina, comprovadamente ineficaz para a Covid-19. Ele ainda reforçou que não se vacinou e chegou a ridicularizar os senadores que comandaram a CPI da Covid, arrancando risos dos presentes. Ao fim, foi aplaudido de pé e alguns gritaram “Mito!”

Ainda de acordo com o colunista, na abertura do manifesto contra a entidade, médicos e médicas alertam que “normas éticas e evidências científicas” devem ser seguidas e respeitadas “pelos órgãos da classe e sociedades representativas”. Os autores do texto prosseguem dizendo que “incrédulos e envergonhados” tomaram conhecimento da visita do presidente ao CFM, ocasião em que “explicitamente e diante de dezenas de médicos ridicularizou a pandemia e desprezou todos os que com ela perderam a vida (inclusive muito médicos e profissionais de saúde), criticou as normas éticas e valores científicos da medicina e chegou ao cúmulo de se vangloriar de não ter sido vacinado contra Covid-19 e estar vivo”, sem ser interrompido ou questionado por sequer um dos médicos ali presentes.

O conselho é criticado no documento por defender “posturas anticientíficas e com viés político, dando apoio a tratamentos que já foram amplamente estudados e cuja ineficácia é comprovada pelos maiores e mais reconhecidos centros de pesquisas médicas do mundo”.

Anúncio