Morre o ex-ministro da Justiça José Gregori, aos 92 anos, em São Paulo

Gregori foi ministro durante o governo de Fernando Henrique Cardoso; ele estava internado havia cerca de dois meses

São Paulo- Morreu neste domingo (3), em São Paulo, o ex-ministro da Justiça José Gregori, aos 92 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês havia aproximadamente dois meses para o tratamento de uma pneumonia. Gregori foi um dos fundadores do PSDB e assumiu o cargo de ministro durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso.

(Foto: Pedro França/ Agência Senado)

Políticos e personalidades lamentaram a morte do ex-ministro nas redes sociais. O presidente do PSDB em São Paulo, deputado Marco Vinholi, prestou homenagem a Gregori em nome do partido. “Uma das mais importantes referências da luta pelos direitos humanos e pelo estado democrático de direito no Brasil”.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou que Gregori “foi um grande defensor dos direitos humanos e do Estado Democrático de Direito no Brasil, principalmente nos momentos mais desafiadores para nossa democracia”.

“Neste momento de tristeza, envio meu abraço aos seus familiares, amigos, companheiros de militância política e admiradores”, disse Lula.

O ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, também usou as redes sociais para prestar solidariedade à família de Gregori. “Soube agora do falecimento de José Gregori, ex-Ministro da Justiça e ex-Secretário Nacional de DH. Sua vida foi marcada por um firme compromisso com os direitos humanos e com a consolidação da democracia. Muito obrigado, José Gregori. Seu legado jamais será esquecido”, comentou.

José Gregori deixa três filhas, quatro netos e dois bisnetos.

Confira outras reações:

Anúncio