Na ‘hora certa’ Bolsonaro vai cumprimentar novo presidente

Para o vice-presidente Hamilton Mourão, Bolsonaro transmitirá os cumprimentos após ‘imbróglio’ dos votos

Brasília – Enquanto o governo brasileiro mantém o silêncio sobre a vitória de Joe Biden nos EUA, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira (9) que “na hora certa” o presidente Jair Bolsonaro transmitirá os cumprimentos ao eleito nos EUA. Ele opinou que o Brasil “não corre risco” de ficar para trás nas relações com os EUA mesmo sendo um dos poucos países que ainda não falaram sobre o resultado da votação americana.

“Eu julgo que o presidente está aguardando terminar esse imbróglio aí de discussão se tem voto falso, se não tem voto falso, para dar o posicionamento dele. É óbvio que o presidente na hora certa vai transmitir os cumprimentos do Brasil a quem for eleito”, disse em conversa com jornalistas ao chegar no edifício da vice-presidência.

“É óbvio que o presidente (Jair Bolsonaro) na hora certa vai transmitir os cumprimentos (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

Aliado de Donald Trump, Bolsonaro deve aguardar um “quadro concreto” sobre a eleição americana antes de se pronunciar. O republicano contesta o resultado o resultado na Justiça e alega, sem provas, que houve fraude no processo eleitoral com contagem de “votos ilegais”.

Mourão acrescentou que é uma questão de prudência esperar para se pronunciar. “Não julgo que corra risco (de ficar para trás), vamos aguardar, né? É uma questão prudente aí. Acho que essa semana define as questões que estão pendentes e aí a coisa volta ao normal e gente se prepara para o novo relacionamento que tem que ser estabelecido”, disse.

Sobre possíveis mudanças na relação com os americanos na área de meio ambiente, o vice-presidente destacou que “a questão ambiental é muito maior que a questão da Amazônia”. Ele citou como exemplo problemas de saneamento básico em grandes cidades brasileiras, em especial na região da Amazônia.

Anúncio