No AM, governador é hostilizado em ato de entrega de títulos de terra; assista

Em Boa Vista do Ramos, grupos cobram atenção à educação. Amazonino Mendes rebate que nos governos passados não houve reajuste e chama professores de ‘manipulados’

Manaus – O governador Amazonino Mendes (PDT) foi hostilizado por manifestantes durante visita ao município de Boa Vista dos Ramos (a 271 quilômetros a leste de Manaus), para entregar títulos definitivos de terra e produtores rurais. Ao passar por um grupo de moradores, manifestantes gritaram em coro: “Ei, Amazonino, fala a verdade. Educação nunca foi prioridade!”.

Durante o discurso feito em uma quadra de esporte, o governador voltou a ser novamente hostilizado. Desta vez, provocou os professores ao chamá-los de ‘manipulados’: “Eles não sabem o que estão fazendo, estão sendo manipulados, coitados”, afirmou. Ao fundo, manifestantes gritavam palavras de ordem em apoio à paralisação dos professores.

Assista:

Ao reagir aos gritos, o governador afirmou: “Não pagaram (a data-base) em 2015, não pagaram em 2016, e não fizeram greve, agora, eu que estou pagando, estão fazendo greve. Vai entender um negócio deste?!”.

Para o deputado Platiny Soares (DEM), a reação do público mostra que o atual governo não tem educação como prioridade. “Hoje, o governo Amazonino Mendes faz a educação sofrer. Neste governo, a Seduc nunca foi tratada com carinho, foi deixada de lado e se tornou um quinhão político da divisão entre seus aliados a não foi priorizada como deveria. O governador sempre falou, durante seus discursos, que suas prioridades são saúde e segurança, sempre excluindo a educação e, hoje, Amazonino demonstra que quer enfrentar a educação com a força bruta do Estado e não abre canal de comunicação com os educadores. E educação sempre deve ser prioridade para qualquer governo”, afirmou.

De acordo com o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), o governador não está sendo bem assessorado no caso dos professores. “Primeiro, ele disse que não tinha dinheiro e eu mostrei com dados do site FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) que o governo do Estado recebeu duas vezes R$ 396 milhões do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), então não é verdade que não tenha dinheiro. Aí ele disse que não podia usar este dinheiro porque estava no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), eu mostrei a tela tirada do site do FNDE que diz que o dinheiro do Fundeb não se sujeita ao limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Ele ficou ‘vendido’. Como ele vai para a discussão com duas cartas e as duas cartas são falsas?!”, questionou.

A reportagem procurou a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) sobre as vaias que governador recebeu durante a viagem a Boa Vista dos Ramos, mas não teve resposta até o fechamento desta edição.

No tarde desta sexta-feira (23), a Secom divulgou que o governador Amazonino Mendes esteve no município para entrega de 415 títulos definitivos de terra a produtores rurais. “Acompanhado do prefeito Eraldo Trindade, deputados estaduais e federais, além do secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato, Amazonino visitou áreas que receberão investimentos para melhoria da infraestrutura, por meio do convênio firmado entre Governo do Estado e a prefeitura local. O evento ocorreu na Escola Estadual Maria Izabel, no centro de Boa Vista do Ramos”, disse a secretaria.