Pagamento de R$ 736 milhões do governo foi decisão de vice, diz site

De acordo com o ‘Diário do Poder’, valor pago para ‘quitação’ de dívidas de gestões passadas em meio a pandemia do novo coronavírus teria sido do vice-governador, Carlos Almeida Filho

Manaus –  De acordo com o site ‘Diário do Poder’, do jornalista e colunista político, Cláudio Humberto, o valor de R$ 736 milhões pagos pelo governo do Estado para honrar gastos de gestões anteriores, como do governo José Melo, conforme noticiou o GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC), foi uma decisão do vice-governador e chefe da Casa Civil, Carlos Almeida Filho, em meio ao caos da saúde pública do Estado, agravada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Conforme a publicação, “um dos estados mais afetados pelo novo coronavírus e com recursos públicos escassos para combater a pandemia, o Amazonas dá mais importância ao passado que ao presente e futuro” ao pagar “quase R$750 milhões, cerca de 60% do previsto para o ano inteiro”.

O vice-governador do Estado, Carlos Almeida, teria sido o responsável pelo pagamento de R$ 736 milhões em dívidas de gestões anteriores (Foto: Divulgação)

Ainda segundo o site, “parlamentares apontam o vice-governador Carlos Almeida Filho, eminência parda do governo, como o responsável pela opção por pagar dívidas antigas em vez de investir em respiradores e máscaras de proteção ao Covid-19”.

A publicação diz, ainda, que deputados locais estranharam os pagamentos, pois o governador Wilson Lima havia pedido o reconhecimento do estado de calamidade e que o valor gasto, em pagamentos que poderiam ser feitos ao longo do ano, seriam suficientes para a aquisição de 15 mil respiradores.

Porém, o amazonense teve que se conter com apenas 15 respiradores encaminhados pelo Ministério da Saúde ao Estado do Amazonas, salientou Cláudio Humberto.

MINUTO NEWS I Governo paga quase R$ 750 milhões a fornecedores

Governo paga quase R$ 750 milhões a fornecedores #D24AM #InteragindoComANotícia #Credibilidade

Posted by D24am on Monday, April 13, 2020