Plenário da CMM vai entrar em reforma após 14 anos

A reforma começa ainda este mês e tem prazo previsto de conclusão para 90 dias

Manaus – O plenário Adriano Jorge, da Câmara Municipal de Manaus (CMM), será fechado para reforma, a primeira feita no local desde que a CMM passou a funcionar no bairro São Raimundo, zona Oeste, há 14 anos. O anúncio foi feito esta semana pelo presidente Joelson Silva (PSDB) e será ratificado nesta quinta-feira (14), às 10h, durante a apresentação do projeto da obra aos vereadores e servidores, a ser feita pelo próprio presidente, com o apoio da equipe de engenharia da casa legislativa.

A mudança dos equipamentos e das bancadas começou a ser efetuada nesta quarta-feira (Foto: Divulgação/CMM)

Com a maquete pronta, a reforma começa ainda este mês e tem prazo previsto de conclusão para 90 dias. Nesse período, os trabalhos de plenário serão transferidos para o auditório Zany dos Reis, da CMM, de forma temporária.

 “O nosso plenário tem catorze anos e nunca passou por reforma. Essa revitalização irá trazer maior segurança e acessibilidade para uma área onde já houve vários pequenos acidentes, em que pessoas já torceram o pé, caíram, entre outras situações constrangedoras”, observou Joelson Silva.

O presidente destacou, ainda, que a ação faz parte do projeto de modernização da CMM, arquitetado desde o início do ano pela nova gestão, e que já possibilitou a criação da Rádio Câmara Cidadã, em parceria com a Câmara dos Deputados; a instalação de um painel eletrônico de alta tecnologia; e as inserções da TV Câmara em canal digital e da plataforma e-Democracia (por meio do programa Interlegis), ambos frutos de cooperação técnica com o Senado Federal.

“Queremos seguir o exemplo de instituições como o Tribunal de Justiça, o Ministério Público e a Assembleia Legislativa, para, também, melhor receber as várias autoridades nacionais e internacionais que nos visitam. Nossa ação busca modernizar cada vez mais a Câmara, em conformidade com o crescimento da cidade de Manaus, cujo benefício também abrangerá quem está lá na ponta, ou seja, a própria população manauara”, justificou o presidente da CMM.

A realização da obra em caráter de urgência, também foi explicada por Joelson Silva. “Se tentássemos fazer em dezembro, nós não conseguiríamos abrir a nossa sessão legislativa do ano que vem no novo plenário a tempo”, justificou.

Mudança

A mudança dos equipamentos e das bancadas começou a ser efetuada nesta quarta-feira à tarde, com disponibilização dos mesmos serviços de infraestrutura e recursos tecnológicos para funcionamento do plenário provisório, incluindo marcação de presença e votação digitais dos vereadores. Os trabalhadores também já iniciaram a retirada das poltronas do auditório, onde ficarão 41 bancadas.

A previsão é que a tarefa termine no dia 23 deste mês (sábado) e que o auditório Zany dos Reis receba a primeira sessão já no dia 25 (segunda-feira).

Nova estrutura

Em princípio, o projeto prevê a instalação de duas abas, uma em cada lado do plenário, além da instalação de forro do tipo drywall (mais versátil e durável), que servirá para manter o ambiente sempre limpo e devidamente nivelado, preso à laje.

Outra mudança será efetuada no piso, que atualmente é de madeira. O local terá cerâmica e carpetes de nylon antialérgicos, anti-fungos e anti-chamas.

O novo plenário receberá, ainda, a instalação de novas luminárias, que serão embutidas em forro acartonado, com lâmpadas de led, além de pintura e  instalação de placas acústicas Sonex nas paredes e forro, para isolamento térmico e acústico.

Anúncio