Posse dos novos desembargadores do TJAM acontecerá no próximo dia 20 de maio

A posse do juiz Abraham Peixoto Filho e da juíza Onilza Gerth como novos desembargadores do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) acontecerá por meio de videoconferência

Manaus – A posse do juiz Abraham Peixoto Filho e da juíza Onilza Gerth como novos desembargadores do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) acontecerá na próxima quinta-feira (20), às 10h, durante solenidade por videoconferência em observância aos protocolos recomendados em razão do quadro de pandemia. Os Atos de promoção dos dois magistrados, assinados pelo presidente da Corte, desembargador Domingos Chalub, foram publicados no Diário da Justiça Eletrônica desta quarta-feira (12).

Os dois magistrados foram escolhidos em eleição realizada na sessão do Pleno da última terça-feira (11) e vão compor o colegiado em vagas abertas pelo falecimento do desembargador Aristóteles Thury – ocorrido em fevereiro deste ano – e pela aposentadoria do desembargador Sabino Marques, em março.

A posse do juiz Abraham Peixoto Filho e da juíza Onilza Gerth como novos desembargadores do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) acontecerá por meio de videoconferência (Foto: Divulgação / TJAM)

Abraham Peixoto Campos Filho nasceu em Manaus, tem 56 anos, possui graduação em Direito pela Universidade Federal do Amazonas. É titular da 16.ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho de Manaus. Foi promovido a desembargador pelo critério de merecimento, tendo sido o mais votado entre os candidatos inscritos.

Ao longo de 28 anos de trajetória na magistratura, atuou como juiz em Jutaí e São Sebastião do Uatumã antes de ser promovido para a capital; foi juiz eleitoral em várias cidades do Estado; exerceu a função de desembargador do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas; foi juiz de Turma Recursal, auxiliar da Presidência, da Vice-Presidência e da Corregedoria do TJAM.

Onilza Abreu Gerth, que foi promovida a desembargadora pelo critério de antiguidade por ser a juíza com mais tempo em atividade na Justiça Estadual. Ela nasceu em Coari, tem 59 anos, é casada e tem uma filha. Possui graduação em Direito, com especialização em Direito Processual Civil pela Universidade Federal do Amazonas, e está finalizando o Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais na Universidade Católica de Santa Fé, da Argentina.

Em junho, ela completará 32 anos de magistratura. Atuou nas Comarcas de Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira; também como juíza eleitoral. Em 1994 foi promovida por merecimento para a 8.ª Vara Cível da capital; foi juíza auxiliar da Presidência, da Vice-Presidência e da Corregedoria-Geral de Justiça; integrou a Turma Recursal, atou na Ouvidoria do TJAM e na Casa da Cidadania.

Anúncio