Presidente da ALE, Roberto Cidade faz balanço de 2021

Na avaliação do parlamentar, seu primeiro ano no comando da Casa foi marcado por avanços, como a realização do 1º Fórum Estadual das Casas Legislativas (Feclam)

Manaus – Um dia após o encerramento do ano legislativo com Sessões Plenárias na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE), o presidente Roberto Cidade (PV) concedeu entrevista coletiva à imprensa, nesta sexta-feira (17), no miniplenário Cônego Azevedo para fazer um balanço das atividades da Casa e, consequentemente, do seu primeiro ano enquanto presidente do Poder Legislativo estadual.

(Foto: (Fotos: Hudson Fonseca/ALE)

Cidade falou de 2021 como um ano de avanços na Casa Legislativa, principalmente por terem sido realizadas iniciativas inéditas, como o 1º Fórum Estadual das Casas Legislativas do Amazonas (Feclam) e a aprovação do reajuste salarial dos servidores da Assembleia a ser efetivado no ano que vem.

“Aqui tivemos um grande marco que foi o 1º Feclam, que nos permitiu ver o quanto a Assembleia pode oferecer como suporte às demais Casas Legislativas do interior. Conseguimos reunir, durante o evento, quase 800 pessoas de Manaus e do interior, oferecendo vários cursos. Na minha visão, tivemos um balanço positivo também porque conseguimos proporcionar um aumento real aos servidores para o ano que vem, o maior aumento dos últimos anos, que, ao todo, entre aumento real e reposição inflacionária totalizou cerca de 38%”, destacou.

Emendas Coletivas

Sobre as emendas coletivas, as chamadas emendas de bancadas, Cidade destacou o avanço legislativo, que disponibilizou aos deputados, além dos 1,2% de receita corrente líquida individual, 0,8% para emendas de bancada, no total de R$ 14 milhões. “Para o próximo ano, acordamos que 50% das emendas devem ser destinadas à saúde”, anunciou.

Sobre pautas importantes, aprovadas em 2021, o presidente citou a Lei do Gás, que possibilitou a abertura do mercado; a aprovação do Auxílio Estadual permanente; Auxílio Emergencial Estadual aos atletas e trabalhadores da cultura e a destinação de 15% dos recursos do Fundo de Fomento ao Turismo, lnfraestrutura, Serviços e lnteriorização do Desenvolvimento do Estado do Amazonas (FTI) à área da saúde no interior, por conta da pandemia da Covid-19.

Recesso parlamentar

Na oportunidade, Cidade enfatizou que o recesso parlamentar se restringe às atividades plenárias. “A Assembleia não vai parar a estrutura da Casa. Os gabinetes, continuarão a funcionar, mas as sessões plenárias e as votações retornarão apenas em fevereiro”, reforçou.

O deputado Sinésio Campos (PT), 2º Secretário, esteve presente na coletiva e destacou o ambiente democrático do parlamento estadual, ao longo de 2021, na gestão de Cidade.

“Mesmo em primeiro mandato, o presidente Roberto Cidade fez uma construção política na Casa e quero reafirmar que esta construção foi harmônica, porém independente. Prova disso é que hoje temos pautas específicas e independentes do Poder Executivo, como as emendas coletivas, o que demonstra a forma como o parlamento hoje trabalha”, declarou.

Para 2022, a expectativa do presidente é manter a linha de avanços na administração, em especial, na Comunicação. “Para o ano que vem pretendo entregar o Centro de Mídias e estamos trabalhando para isso, na intenção de levar o trabalho Assembleia para todos os municípios, além disso, também pretendemos ampliar a presença da TV ALE para o sinal alcançar vários municípios. Assim, a nossa intenção é fazer mais links com a população, por meio da Comunicação, para deixar o povo do Amazonas mais próximo da Assembleia”, explicou.

Balanço 2021

Durante a coletiva, o deputado Roberto Cidade fez um balanço dos trabalhos realizados em 2021, conclamou a população amazonense a tomar a segunda dose da vacina contra o coronavírus.

“Milhares de amazonenses ainda não tomaram a segunda dose. Nesse recesso, vou trabalhar para, de alguma forma, incentivar as pessoas a se vacinarem porque só assim teremos um 2022 mais tranquilo e sem restrições. Peço aos veículos de comunicação que ajudem no incentivo à vacinação”, pediu o presidente da Aleam.

Sobre as ações deste ano, Roberto Cidade destacou a realização do 1º Fórum Estadual das Casas Legislativas (Feclam), a aprovação da nova Lei do Gás, a regulamentação do transporte hidroviário no Amazonas, a aprovação do Auxílio Estadual a 300 mil pessoas em vulnerabilidade social, além do reajuste salarial de 38% dos servidores efetivos da Aleam.

“Aprovamos projetos que ajudaram muito o Executivo a dar um suporte a Manaus e ao interior durante a pandemia e tivemos muitos avanços na Casa Legislativa. Em minha opinião, tivemos um balanço positivo”, destacou, ao lembrar que os trabalhos em plenário retornam no dia 1º de fevereiro, mas que a Assembleia continua em funcionamento.

“É bom deixar claro que a Assembleia estará aberta. Os trabalhos no plenário retornam em fevereiro, mas os gabinetes continuarão funcionando”, afirmou.

Projeção para 2022

Roberto Cidade destacou que, para o próximo ano, pretende aproximar mais a população das ações do parlamento. Para isso, quer entregar o Centro de Mídias da Assembleia e fazer com que a programação da TV Aleam chegue a mais municípios do interior.

“Já estamos licitando a transmissão via satélite da TV e já assinamos, com o Ministério das Comunicações, a intenção de adesão ao Digitaliza Brasil, que vai levar o sinal digital de TV a 39 municípios amazonenses. Além disso, com o Centro de Mídias poderemos ampliar o projeto Escola Digital, da Escola do Legislativo, intensificando a capacitação à distância de servidores e do público em geral”, explicou.

O presidente do Poder Legislativo destacou, também, que irá realizar a segunda edição do Feclam no primeiro semestre. “Como é ano eleitoral, vamos fazer o Feclam no primeiro semestre. Vamos verificar a melhor data e fazer esse evento que, com certeza, é uma ajuda que damos aos demais parlamentos”, concluiu.

Anúncio