Prisão domiciliar de Zé Trovão é revogada e uso de tornozeleira eletrônica mantida

Zé Trovão foi detido no ano passado em razão das suspeitas de que fez ameaças contra o Supremo e seus ministros

Brasília – O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou a prisão domiciliar de  Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, segunda defesa do caminhoneiro. A liberdade foi concedida com restrições e com a obrigação do uso de tornozeleira eletrônica.

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão (Foto: Reprodução)

Zé Trovão está proibido de usar as redes sociais e de manter contato com outros investigados. Ele foi detido no ano passado em razão das suspeitas de que fez ameaças contra o Supremo e seus ministros. Em vídeos publicados na internet, ele convoca protestos contra os ministros do Supremo e defende a deposição dos magistrados.

O caminhoneiro chegou a viajar até os Estados Unidos enquanto era procurado pela Polícia Federal. No entanto, se entregou na unidade da corporação em Santa Catarina. De acordo com as investigações, ele teria integrado movimentos contra o Supremo e que pediram o fechamento da Corte.

Os advogados foram notificados da decisão do magistrado nesta terça-feira (15). Ele permanece sendo investigado pela Corte.

Anúncio