Produtividade dos vereadores de Manaus cresce mais de 60% nos primeiros cem dias de 2021

Foram deliberados 51 projetos de lei a mais do que no mesmo período do ano passado

Manaus – Nos primeiros cem dias de mandato dos atuais vereadores de Manaus, já foram deliberados 136 Projetos de Lei (PL), 51 a mais que o número apresentado no mesmo período do ano passado, indicando uma produtividade da atual legislatura superior a 60%.

Além do volume maior de projetos apresentados, durante os primeiros cem dias de mandato, os atuais vereadores, que tomaram posse em 1 de janeiro de 2021, apresentaram, desde a primeira sessão plenária, convocada em caráter extraordinário e realizada de forma virtual, apresentaram 1.231 requerimentos solicitando a execução de obras e serviços nos bairros da capital, além de propostas de audiências públicas e tribunas populares. Em igual período do ano passado, foram apresentados 390 requerimentos.

Quatro projetos foram votados em regime de urgência, aprovados por unanimidade e sancionados pelo prefeito de Manaus (Foto: Robervaldo Rocha/Dircom/CMM)

Para o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador David Reis (Avante), os números mostram que a 18ª Legislatura é produtiva e tem colocado os interesses da população em primeiro lugar.

“Todos os parlamentares estão de parabéns, pelo empenho e comprometimento. Trabalhando em parceria com o Executivo, apresentamos e aprovamos projetos que ajudaram a cidade de Manaus no enfretamento da pandemia, e também levaram ajuda financeira aos trabalhadores que foram prejudicados nesse período tão difícil para todos nós”, avaliou David Reis.

Também já foram apresentadas, este ano, 85 moções, 263 indicações, 11 projetos de resolução, um projeto de emenda à Lei Orgânica do Município (Lomam) e três Projeto de Decreto Legislativo (PDL). Apenas em relação aos decretos legislativo, a produtividade dos atuais vereadores foi menor de a alcançada na legislatura passada, quando foram apresentados 11 PDL.

Quatro projetos foram votados em regime de urgência, aprovados por unanimidade e sancionados pelo prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) para ajudar no enfrentamento à pandemia da Covid-19, especialmente as famílias em situação de baixa renda, em situação de vulnerabilidade, trabalhadores informais e empreendedores, que perderam suas fontes de renda e ficaram sem ter como garantir o sustento.

O primeiro, encaminhado pelo Executivo, votado em sessão extraordinária, no dia 26 de janeiro, criou o Auxílio Manauara, programa de transferência de renda no valor de R$ 200 para 40 mil famílias de baixa renda, por período de seis meses, podendo ser prorrogado pelo mesmo tempo, dependendo da continuidade da pandemia da Covid-19.
Depois vieram os projetos que criaram o “Auxílio Conectividade”, que beneficiou professores da rede municipal de ensino, com o recurso de R$ 80 mensais, para aquisição de internet; e o “Auxílio Empreendedor”, no valor de R$ 300.

Também foi aprovado em regime de urgência, o PL que suspendeu o feriado de Quarta-feira de Cinzas, com a revogação da Lei do Executivo 2.718 de (16/12/2020), que trata sobre a manutenção de feriados municipais, com votação realizada durante sessão no dia 15 de fevereiro.

“Nós temos um elo com a população de Manaus. O nosso trabalho precisa estar alinhado com a prefeitura, para que possamos atender as comunidades. Não basta só ganhar eleição, é preciso saber sobreviver dentro do parlamento e da política, para que possamos servir a cidade de Manaus da melhor forma”, finalizou a vereadora Glória Carratte (PL).

Anúncio