Quadro de Bruno Covas é irreversível, diz boletim médico

Relatório divulgado nesta sexta-feira (14) diz que prefeito afastado de SP está medicado e acompanhado de familiares

São Paulo – O quadro de saúde do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), é considerado irreversível pela equipe médica do Hospital Sírio-Libanês, onde está internado para tratamento de um câncer.

Segundo o relatório, Covas — que está afastado do trabalho na prefeitura desde o dia 2 de maio para se dedicar inteiramente ao tratamento — está recebendo medicamentos analgésicos e sedativos. Neste momento, encontra-se no quarto acompanhado de seus familiares.

Em tratamento contra um câncer, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, de 40 anos, decidiu se licenciar do cargo por 30 dias ( Foto: © Rovena Rosa/Agência Brasil)

O boletim médico é assinado pelas equipes coordenadas pelos médicos David Uip, Artur Katz, Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Raul Cutait e Roberto Kalil Filho, além dos diretores de Governança Clínica, Luiz Francisco Cardoso, e clínico, Ângelo Fernandez.

Tratamento

Desde outubro de 2019, o prefeito está em tratamento contra um câncer na cárdia, órgão de transição entre estômago e esôfago, com metástase no fígado.

A última internação durou 12 dias. Devido ao agravamento, ele precisou ficar internado mais tempo que o previsto, e recebeu tratamento oncológico com um novo protocolo de quimioterapia em conjunto com imunoterapia. Covas chegou a receber alimentação complementar por via intravenosa e apresentou acúmulo de líquidos ao redor do pulmão e no abdômen, o que prolongou o tratamento.

Ele continua sendo atendido com um protocolo que inclui tanto quimioterapia quanto imunoterapia, e o prognóstico é que siga ambos os procedimentos com aplicações dos medicamentos em sessões 48 horas de duração, a cada duas semanas.

Além de tratar cinco pontos da doença no fígado, ele também tem um tumor nos ossos da bacia e outro nos ossos da coluna vertebral.

Anúncio