Rodrigo Maia e Sérgio Moro trocam acusações em grupo do WhatsApp

Ex-presidente da Câmara discutem projetos do foro privilegiado e prisão após condenação em segunda instância

Brasília – O ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (sem partido) e o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro trocaram acusações, na noite desta quinta-feira (15), em um grupo do aplicativo de mensagens WhatsApp do Parlatório, que reúne economistas, empresários, advogados, operadores do mercado financeiro e políticos. O R7 teve acesso à conversa – veja ao final da reportagem.

Ex-ministro e ex-presidente da Câmara discutem projetos do foro privilegiado e prisão após condenação em segunda instância. (Foto: Reprodução)

Sérgio Moro afirmou que projetos importantes, como o do fim do foro privilegiado e o da volta da execução de penas após condenação em segunda instância, foram travados por Rodrigo Maia, apesar de promessas e de acordos realizados.

A conversa terminou com a mensagem de Rodrigo Maia. “Não é verdade. A PEC da segunda instância foi apresentada. Parou com a pandemia.”

Até a publicação desta notícia, nem o deputado Rodrigo Maia, nem o ex-ministro Sérgio Moro, comentaram o bate-boca no grupo de mensagens. O espaço está aberto para manifestação, que será incluída na reportagem quando enviada.

Veja os prints com a troca de mensagens:

blank

Primeira parte dos prints com as trocas de farpas entre Moro e Maia. (Foto: Reprodução)

blank

Parte final do debate acalorado entre ex-ministro e ex-presidente da Câmara. (Foto: Reprodução)

Anúncio