TCE-AM proíbe Wilson Lima e secretariado de usarem jatos executivos e iates

A medida deve ser cumprida de forma imediata, sob pena de multa caso haja descumprimento da medida

Manaus – O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE) proibiu a utilização de jatos, aviões executivos e iates pelo Governo do Amazonas para fins de transporte do governador Wilson Lima.

A decisão também abrange o transporte de outros membros do governo como o vice-governador e os secretários. A medida deve ser cumprida de forma imediata, sob pena de multa caso haja descumprimento da medida.

TCE-AM proíbe Wilson Lima e secretariado de usarem jatos executivos e iates (Foto Divulgação-Secom)

Conforme a decisão, os transportes só poderão ser usados para ações de combate à Covid-19. A decisão é do conselheiro Ari Moutinho e foi publicada na esição desta sexta-feira (12) no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado.

O documento também proíbe pagamentos aos referidos serviços e os em caráter de urgência devem ser submetidos ao TCE. A Casa Militar tem 15 dias para apresentar defesa.

Abaixo trecho do documento:

blank

(Foto: Reprodução)

Veja o documento na íntegra:

Edicao-de-n°2473-de-12-de-fevereiro-de-2021-2

Anúncio