Wilson Lima é chamado de ‘incompetente’ na CPI da Pandemia

O senador Eduardo Braga relembrou a ‘Crise de Oxigênio’ no Amazonas, ao falar que o governador não foi proativo para salvar vidas

Manaus – O agravamento da crise de saúde no Amazonas, durante a pandemia do coronavírus, voltou a ser citado durante a reunião desta terça-feira(18), da CPI da Pandemia no Senado, que ouviu o ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo. Durante pronunciamento, o senador Eduardo Braga (MDB-AM), classificou o governador Wilson Lima como ‘incompetente’, pela falta de oxigênio durante a segunda onda da pandemia.

Braga relembrou a ‘Crise de Oxigênio’ no Amazonas, ao falar que o governador do Estado não foi proativo para garantir o insumo, essencial para salvar vidas. Segundo o parlamentar, a omissão do governo deve ser investigada pela comissão.

“Eu não tenho relações com o Governador do Amazonas, porque é inepto e incompetente. E pelo o que diz o Ministério Público e a Polícia Federal, não agiu com correção, e essa CPI terá que apurar a responsabilidade daqueles que deixaram os amazonenses morrerem”, afirmou.

De acordo com ele, em conversa com o ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, ficou constatado que não faltou dinheiro para atender as necessidades dos estados.

“Nós vamos perguntar ao governo do Amazonas o que faltou por parte deles? Que na minha opinião foi competência de capacidade de gestão, de planejamento, e vontade de salvar a vida dos amazonenses”, reforçou o parlamentar.

Assista o pronunciamento do Senador Eduardo Braga:

Anúncio